Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1405
Title: MODELOS NÃO LINEARES PARA DESCREVER O CRESCIMENTO CORPORAL, DA CARCAÇA E DAS PARTES DE CODORNAS DE CORTE MANTIDAS EM DIFERENTES AMBIENTES
Other Titles: NONLINEAR MODELS TO DESCRIBE BODY GROWTH, OF THE CASE AND OF THE PARTS OF CUTTING QUALITIES KEPT DIFFERENT ENVIRONMENTS
Authors: VIEIRA FILHO, Francisco das Chagas
Keywords: Coturnicultura;
Curvas de crescimento;
Temperatura ambiente;
Coturniculture;
Growth curves;
Environmetal temperature.
Issue Date: 14-Jul-2017
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
Abstract: Os modelos não lineares possibilitam a descrição do crescimento e desenvolvimento corporal e das partes da carcaça das codornas, permitindo a obtenção de informações relevantes para elaboração de modelos de predição do crescimento. O objetivo deste estudo foi comparar diferentes modelos não lineares para descrever o crescimento corporal, da carcaça e das partes de codornas de corte (Coturnix coturnix coturnix) machos e fêmeas mantidas em ambientes com (AC; 26ºC) ou sem (AN; 32ºC) climatização. Para tanto, foram utilizadas 300 codornas de um dia, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, com dois tratamentos e seis repetições de 25 aves. Os tratamentos consistiram em: AC (Ambiente Climatizado, 26°C) e AN (Ambiente Natural, 32°C). A temperatura e a umidade relativa (UR) foram monitoradas diariamente com a utilização de termohigrômetros. Foram retiradas semanalmente duas aves com peso próximo ao peso médio de cada unidade experimental, sendo posteriormente identificadas e mantidas em jejum alimentar por 6 horas, para redução do conteúdo do trato digestório. Em seguida, as codornas foram abatidas por deslocamento cervical, depenadas e evisceradas para obtenção do peso em jejum (PJ), peso de carcaça (PC), peso de peito (PP), coxas (PCX), sobrecoxas (PSCX) e asas (PAS). Os pesos das variáveis obtidos semanalmente foram submetidos ao ajuste pelos modelos de Gompertz, Logístico, Von Bertalanffy e Richards. Para avaliar e selecionar o modelo de melhor ajuste e identificar o que melhor descreve o comportamento das variáveis analisadas foram calculados os Coeficientes dedeterminação (R2), Desvio padrão assintótico (DPA) e o Desvio médio absoluto (DMA), sendo a partir destes obtido o Índice assintótico (IA). Para verificar a igualdade de parâmetros dos modelos ajustados nos ambientes AC e AN, foi realizado um teste de igualdade de parâmetros e identidade de modelos não lineares. Para caracterizar o ambiente térmico foram calculados os valores de Índice de Temperatura e Globo (ITGU) ao longo do período experimental sendo os valores médios correspondentes a ITGU/26ºC = 75,8 ± 1,36 e ITGU/32ºC = 83,0 ± 0,46. O modelo de Gompertz foi o modelo de melhor ajuste na descrição das curvas de crescimento do peso em jejum, peso de carcaça e partes de carcaça (peito, coxas, sobrecoxas e asas) de codornas de corte independentemente do sexo e ambiente. As codornas mantidas nos ambientes climatizado (26ºC) e natural (32ºC) apresentaram crescimento diferenciado dos pesos em jejum, carcaça e peito em função da idade, entretanto essas diferenças entre os ambientes não foram observadas nas curvas de crescimento das coxas, sobrecoxas e asas.
Description: Trabalho apresentado ao Curso de Agronomia da Universidade Federal do Maranhão como requisito indispensável para obtenção do Título de Bacharel em Agronomia.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1405
Appears in Collections:TCC de Graduação do Curso de Agronomia do Campus de Chapadinha

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FranciscoVieiraFilho.pdfTrabalho de Conclusão de Curso959,4 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.