Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2006
Title: Valorização da família no processo de cuidado: atitudes de enfermeiros em unidade neonatal
Other Titles: Valuing the family in the care process: attitudes of nurses in a neonatal unit
Authors: ARAGÃO, Laís Barreto
Keywords: Enfermagem
Cuidado intensivo
Família
Nursing
Intensive care
Family
Issue Date: 18-Jul-2017
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Introdução: O cuidado com famílias visa dar resposta às suas necessidades como um todo e dos seus membros individualmente tendo a atitude como importante componente e a presença da família como estímulo. Objetivo: Compreender as atitudes de valorização da família nas práticas de cuidados de Enfermeiros no contexto da terapia intensiva neonatal em um hospital público de referência em São Luís – MA. Metodologia: Trata-se de recorte da pesquisa Importância da Família para os Processos de Cuidados: Atitudes de Enfermeiros nos Contextos Hospitalar e da Atenção Básica vinculada ao Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Maranhão e ao Grupo de Estudo e Pesquisa na Saúde da Família, da Criança e do Adolescente (GEPSFCA). Realizado estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa apoiada na Análise de Conteúdo que consiste na utilização de um conjunto de técnicas e procedimentos sistemáticos de análise das comunicações para obter descrição do conteúdo das mensagens. Os dados foram obtidos por meio de entrevista individual aberta, não-estruturada, utilizando-se de perguntas norteadoras e circulares, após parecer consubstanciado do Comitê de Ética do HUUFMA com protocolo número 1.249.885. Foram participantes da pesquisa enfermeiros que desenvolviam atividades por no mínimo 6 meses na Unidade Neonatal. O estudo constituiu-se de um corpus definido por 11 entrevistas das quais foram extraídas 340 unidades de registro e cinco temas. Resultados: Estratégias para o cuidado com famílias no contexto da terapia intensiva neonatal; Cuidar de famílias tem como foco a continuidade do cuidado; Fatores que norteiam a prática do enfermeiro na UTIN; Limitações para o cuidado de famílias e Produtos do cuidado. Do processo analítico foi desvelado que o enfermeiro utiliza o acolhimento, a escuta, a empatia e o vínculo como estratégias para cuidar da família tendo por finalidade o cuidado continuado à criança no domicílio. O enfermeiro norteia sua prática a partir de conhecimentos, das diretrizes políticas de atenção ao recém-nascido pré-termo e de baixo peso, mas sobretudo em atitudes que são pessoais e particulares de cada profissional. Para os enfermeiros, o tempo e a qualidade da presença marcam o cuidado com a família, entretanto, as demandas da Unidade Neonatal comprometem a disponibilidade do enfermeiro de estar com a família. Parece sugerir que para cuidar da família é preciso diminuir os procedimentos tecnológicos e burocráticos da terapia intensiva vislumbrando um tempo específico para dedicar-se à família. O coerenteseria conciliar trabalho técnico e dimensão cuidadora, pois cuidar da família sugere proximidade, reciprocidade e compromisso como atributos essenciais. Conclusão: Será necessário um movimento dinâmico e contínuo de competências para gerir e gerar processos de inovação e renovação de atitudes e práticas do enfermeiro, e, sobretudo de valores que estes profissionais atribuem ao seu agir e não somente à alternativa de disponibilidade de tempo. Sugere que o profissional se torne um recurso e encontre formas de apoiar a família no que é importante para ela e de estar comprometido com a pessoa e com a sua situação.
Description: Introduction: Caring for families aims to respond to their needs as a whole and their members individually, taking the attitude as an important component and the presence of the family as a stimulus. Objective: To understand family valuation attitudes in Nursing care practices in the neonatal intensive care scenario in a public reference hospital from São Luís - MA. Methodology: This is a clipping of the research Importance of the Family for Care Processes: Nurses' Attitudes in the Hospital Context and Primary Care Context linked with Nursing Department of the Federal University of Maranhão and to Grupo de Estudo e pesquisa na Saúde da Família, da Criança e do Adolecente (GEPSFCA) [Family, Child and Adolescent Health Study and Research Group]. A descriptive exploratory study was carried out with a qualitative approach based on Content Analysis, which consists in the use of a set of systematic techniques and procedures for analyzing communications to obtain a description of the content of the messages. The data were obtained through an open, unstructured individual interview using guiding and circular questions after the HUUFMA Ethics Committee's evaluation with protocol number 1,249,885. Nurses who performed activities for at least 6 months in the Neonatal Unit were participants in the study. The study consisted of a corpus defined by 11 interviews from which 340 registration units and five topics were extracted. Results: Strategies for families’cares in the scenario of neonatal intensive care; Caring for families focuses on the consistency of care; Factors that guide the nurse's practice in the NICU; Limitations for the Care of Families and Care Products. From the analytical process it was revealed that the nurse uses the reception, the listening, the empathy and the bond as strategies to take care of the family with the purpose of the continued care to the child at home. The nurse guides his practice from knowledge, from the political guidelines of attention to the preterm and low weight newborn children, but, above all, on the personal and particular attitudes of each professional. For nurses, time and quality of the presence mark the care with the family, however, the demands of the Neonatal Unit compromise the availability of the nurse to be with the family. It seems to suggest that in order to takecare of the family, it is necessary to reduce the technological and bureaucratic procedures of intensive care by looking for a specific time to dedicate to family. The coherent would be to conciliate technical work and caring dimension, since caring for the family suggests proximity, reciprocity and commitment as essential attributes. Conclusion: It will be necessary a dynamic and continuous movement of competencies to manage and generate processes of innovation and renewal of nurses' attitudes and practices, and above all, the values that these professionals attribute to their actions and not only to the alternative of time availability. It suggests that the professional become a resource and find ways to support the family in what is important to them and to be committed to the person and their situation.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2006
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Enfermagem do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LaísAragão2017.pdfTrabalho de Conclusão de Curso2,15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools