Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2338
Title: O LUGAR DO PAI NA FAMÍLIA CONTEMPORÂNEA: UMA DISCUSSÃO A PARTIR DA PERSPECTIVA PSICANALÍTICA.
Other Titles: THE FATHER'S PLACE IN THE CONTEMPORARY FAMILY: A DISCUSSION FROM THE PSYCHOANALYTICAL PERSPECTIVE.
Authors: LEITE, Luiza Ursula Aroucha Costa
Keywords: Função paterna; Psicanálise; Família; Contemporaneidade
Pattern1’s function, Psychoanalysis, Family, Contemporarily
Issue Date: 7-Jul-2018
Publisher: UFMA.
Abstract: Este trabalho se deu a partir de uma inquietação sobre as novas configurações familiares e o lugar do pai dentro da família. Foi evidenciado que as relações de poder dentro família foram se transformando, desde a família tradicional até a família na contemporaneidade, de uma base vertical para um movimento horizontal, em que, o poder foi passando das mãos do pai para a mãe e depois para os filhos. O ponto comum dos autores pesquisados, foi que, nesse contexto, a autoridade do pai enfraqueceu ao longo dos séculos. Desse modo, nos dispomos a investigar as relações do lugar do pai na família com o enfraquecimento de sua autoridade através das transformações da família, e relacionar esse enfraquecimento e seu lugar na família aos desdobramentos do pai em psicanálise, nos quais podemos citar o pai da realidade, a função paterna, a imago paterna, o Nome-do-pai e suas implicações no sujeito contemporâneo. Este trabalho foi feito com base em uma pesquisa qualitativa, do tipo revisão bibliográfica, com a base teórica de autores da psicanálise. Vimos que houve um declínio do poder do patriarca da família tradicional, mas que isto não implica em um declínio da função paterna, e muito menos em um declínio do Nome-do-Pai. Também constatamos, que mesmo com todas as transformações em torno do lugar do pai na família, o Nome-do-pai se mantem preservado, e não enfraquece ao longo do tempo, por ser um operador estrutural e por não depender da cultura nem de acontecimentos biológicos ou cronológicos. Desse modo, em relação ao sujeito, nos foi possível afirmar que a sua estrutura continua preservada mesmo com todas essas modificações. Assim, nos fica a questão em torno do lugar do pai enquanto sustentação da dimensão simbólica e dos efeitos que podem ser pensados a partir das mudanças do lugar do pai na família contemporânea.
Description: This work was based on a concern about the new family settings and the place of the father in the family. It was evidenced that the relations of power within the family were transformed from the traditional family to the family in the contemporaneous, from a vertical base to a horizontal movement, in which, power was passed from the hands of the father to the mother and then to the children. The common point of the researched authors was that in this context the authority of the father has weakened over the centuries. In this way, we are disposed to investigate the relations of the father's place in the family with the weakening of his authority through the transformations of the family, and to relate this weakening and its place in the family to the unfoldings of the father in psychoanalysis, in which we can mention the real father, paternal function, paternal imago, father's name and its implications on the contemporary subject. This work was based on a qualitative research of the bibliographical revision type with the theoretical basis of authors of psychoanalysis. We have seen that there has been a decline in the power of the patriarch of the traditional family, but that this does not imply a decline in parental function, let alone a decline in the Name-of-the-Father. We also find that even with all the transformations around the father's place in the family, the father's name remains preserved and does not weaken over time, because it is a structural operator and does not depend on culture or events biological or chronological. In relation to the subject, we could say that its structure remains "preserved" even with all these modifications. We are left with the question of the place of the father as the support of the symbolic dimension and of the effects that can be thought from the changes of the father's place in the contemporary family.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2338
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Psicologia do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiza Ursula Aroucha.pdf268,77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools