Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2401
Title: Distribuição vertical de orquídeas epífitas da região de Pinheiro (Ma) e arredores
Other Titles: Vertical distribution of epiphytic orchids from the region of Pinheiro (Ma) and surroundings
Authors: RODRIGUES, Wanderson Serrão
Keywords: Orchidaceae. Levantamento das espécies de forófitos. Baixada Maranhense.
Orchidaceae. Survey of species of forophytes. Baixada Maranhense.
Issue Date: 18-Aug-2017
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
Abstract: A família Orchidaceae é uma das maiores classificações de plantas com flores que existe, correspondendo a aproximadamente 10% de todas as plantas floríferas do planeta. Para o estado do Maranhão são catalogadas 123 espécies de orquídeas, na sua maioria de hábito epifítico. No entanto, são escassos os estudos sobre a família Orchidaceae e sua relação ecológica com forófitos para algumas regiões dentro do estado. Tendo em vista este aspecto, o objetivo deste estudo foi realizar um levantamento das espécies de forófitos e sua relação ecológica com a família Orchidaceae na região de Pinheiro (MA) e arredores. A coleta de dados foi mensal, sendo os fragmentos visitados no maior número possível de pontos. Um indivíduo de cada espécie de forófito e das suas respectivas orquídeas foram coletados férteis, herborizados e depositados no Herbário MAR, localizado no Departamento de Biologia da UFMA, Campus de São Luís. As identificações foram realizadas in loco, com auxílio de literatura especializada e apoio de pesquisadores especialistas. Foram percorridos pelo menos três fragmentos florestais em cada município e povoado visitado, ao longo dos meses de janeiro de 2014 a abril de 2015. Foram registradas 26 espécies de orquídeas epífitas distribuídas em 18 gêneros. Epidendrum foi o mais abundante (22,2%, quatro spp.). Foram levantadas 29 espécies de forófitos distribuídos em 14 famílias, das quais 68,9% eram de espécies nativas. Arecaceae foi a família botânica de forófitos mais abundante (20,6%, seis spp.). A relação entre as características morfométricas dos forófitos e a diversidade e abundância de orquídeas foi estimada pelo coeficiente de correlação de Spearman, com valores de 0.0432 para diversidade e 0.1049 para abundância para a variável diâmetro do forófito e -0.0447 para diversidade e -0.1593 para abundância para a variável altura. Esses resultados possuíram baixo nível de significância (p >0,05) com valores superiores a margem de aceitação da hipótese nula (H0: existência de forte correlação entre as características dos forófitos e diversidade e abundância de orquídeas). Em relação a distribuição vertical das epífitas, houve maior concentração das orquídeas nas copas (74,3%), provavelmente por conter maior área para colonização. Houve uma maior incidência de orquídeas sobre espécies arbóreas de pomar do que nos fragmentos florestais, indicando que tais áreas servem como estoques de biodiversidade local.
Description: ABSTRACT: The Orchidaceae family is one of the highest classifications of flowering plants, corresponding to approximately 10% of all flowering plants on the planet. For the state of Maranhão are cataloged 123 species of orchids, mostly epiphytic habit. However, there are few studies on the family Orchidaceae and their ecological relationship with forophytes for some regions within the state. The aim of this study was to survey the species of forophytes and their ecological relationship with the Orchidaceae family in the region of Pinheiro (MA) and its surroundings. The data collection was monthly, with the fragments visited in as many points as possible. An individual of each species of forophytes and their respective orchids were collected fertile, herborized and deposited in the Herbarium MAR, located in the Department of Biology of UFMA, São Luís Campus. The identifications were made in loco, with the aid of specialized literature and support of expert researchers. At least three forest fragments were visited in each municipality and town visited during the months of January 2014 to April 2015. Twenty-six species of epiphytic orchids distributed in 18 genera were recorded. Epidendrum was the most abundant (22.2%, four spp.). A total of 29 species of forophytes were distributed in 14 families, of which 68.9% were native species. Arecaceae was the most abundant botanical family of forophytes (20.6%, six spp.). The relationship between the morphometric characteristics of the forophytes and the diversity and abundance of orchids was estimated by the Spearman correlation coefficient, with values of 0.0432 for diversity and 0.1049 for abundance for the variable diameter of the forophyte and -0.0447 for diversity and -0.1593 for abundance for the height variable. These results had a low level of significance (p> 0.05) with values higher than the acceptance range of the null hypothesis (H0: existence of strong correlation between the characteristics of forophytes and diversity and abundance of orchids). In relation to the vertical distribution of the epiphytes, there was a higher concentration of the orchids in the crowns (74.3%), probably because it contained a larger area for colonization. There was a higher incidence of orchids on orchard tree species than on forest fragments, indicating that such areas serve as stocks of local biodiversity.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2401
Appears in Collections:TCC de Graduação em Ciências Naturais do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WandersonRodrigues.pdfTrabalho de Conclusão de Curso798,83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.