Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2529
Title: Necessidade humana básica de hidratação dos profissionais de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva
Other Titles: Basic human need for hydration of nursing professionals from a unit of intensive
Authors: SANTOS, Thalyta Monte Batalha dos
Keywords: Hidratação. Enfermagem. Unidade de Terapia Intensiva.
Hydration. Nursing. Intensive Care Unit.
Issue Date: 13-Jun-2018
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
Abstract: Introdução: A água é um componente essencial á vida pois é o principal constituinte do corpo humano. O corpo não pode produzir água suficiente pelo metabolismo ou obter água suficiente pela ingestão de alimentos para satisfazer suas necessidades por isso necessita de reposição hídrica. Dentre as necessidades humanas básicas encontra-se a necessidade de hidratação, embora esta seja regulada por mecanismos fisiológicos, o comportamento de ingestão de líquidos é influenciado por hábitos, costumes e rituais sociais e fatores ambientais do indivíduo. Objetivo: Compreender a necessidade humana básica de hidratação durante a jornada de trabalho de profissionais de enfermagem da Unidade de Terapia Intensiva. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva e exploratória, de abordagem quantitativa realizada em maio de 2018, com 49 profissionais de enfermagem das unidades de terapia intensiva de um hospital público de São Luís – Ma. Foi utilizado um formulário contendo 16 perguntas e aplicado com técnicos e enfermeiros do setor. Resultados: Da amostra, 87,8% são do sexo feminino e a maioria dos participantes possuem entre 40 e 44 anos. 63,3% trabalham em regime diurno e 24,5% noturno. 40,8% dos entrevistados da equipe de enfermagem da UTI classificaram sua ingesta hídrica como satisfatória, sendo em média 657,55 ml/turno. Dos fatores que influenciam a ingestão de água durante o trabalho, a equipe de enfermagem apontou que a grande demanda de atividades é o que mais influencia no consumo. Conclusão: Após análise dos dados conclui-se que, A maioria dos participantes considerou sua ingesta hídrica como satisfatória, porém os profissionais de enfermagem das Unidades de Terapia Intensiva, tanto dos períodos diurno como do noturno, ingerem baixas quantidades de água durante um longo período de tempo, apontando o número alto de atividades a serem realizadas durante o plantão como fator que mais influencia no consumo de água.
Description: ABSTRACT Introduction: Water is a essencial component of life because is the main component of human body. The body can not produce enough water by the metabolism or get enough water by food intake to satisfy your needs, therefore body needs water replenishment. Among basic human needs is found the hydration hate, although it is regulate by physiological mecanism, the behavior of fluid intake is influenced for habits, costums and social rituals and enviromental factors of the individual. Objective: Understand the basic human need for hydration during workday of nursing professionals of the intensive care unit. Method:This is a descriptive and exploratory research, of quantitative approach held in may 2018, with 49 nursing professionals of intensive care units of a public hospital at São Luís – Ma. A form with 16 questions was used and applied eith technicians and nurses of the sector. Results: Of the sample, Of the sample, 87.8% are female and the majority of the participants are between 40 and 44 years old. 63.3% work in the daytime regime and 24.5% in the evening. 40.8% of the interviewees of the ICU nursing team classified their water intake as satisfactory, with average 657.55 ml /shift. Of the factors that influence the ingestion of water during work, the nursing team pointed out that the great demand for activities is what most influences consumption. Conclusion: After analyzing the data, it was concluded that, Most of the participants considered their water intake as satisfactory, but the nursing professionals of the Intensive Care Units, both day and night, ingest low amounts of water over a long period of time showing the high number of activities to be performed during the shift as a factor that most influences water consumption.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2529
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Enfermagem do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ThalytaSantos.pdfTrabalho de Conclusão de Curso1,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools