Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2676
Title: Imigração portuguesa para o Maranhão em meados do século XIX: o caso da colônia Petrópolis em Codó
Other Titles: Portuguese immigration to Maranhão in the mid-nineteenth century: the case of the Petropolis colony in Codó
Authors: COSTA, Clerisvaldo
Keywords: Imigração
Portugueses
Petrópolis
Colônia
Immigration
Portuguese
Petrópolis
Colony
Issue Date: 17-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Este trabalho tem como objetivo construir uma narrativa evidenciando a colônia agrícola Petrópolis, instalada na vila de Codó, Província do Maranhão. Destacamos as nuances que influenciaram a política imigratória para todo o Brasil, mas de modo particular para essa província, no século XIX, além dos entraves que impossibilitaram o sucesso dos planos governamentais de reestruturação da economia maranhense com a substituição do trabalho escravo pela mão de obra assalariada de colonos portugueses. Para melhor apreender esse processo, lançamos mão de frutuosos trabalhos sobre imigração portuguesa para o Brasil, como os estudos produzidos pela dezena de colaboradores do Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (CEPESE) em livros conjuntos e publicações individuais. Os relatórios de Presidente de Província e os periódicos publicados no fim do século XIX formaram o corpo de fontes históricas analisadas que nos serviram como provas da existência da colônia Petrópolis. A história dos imigrantes instalados em Codó não foi diferente de outros inúmeros europeus que saíram de uma Europa em crise e se aventuraram no continente americano; impulsionados pelas promessas de trabalho seguro, salubre e razoável saíram de sua terra natal para vencerem a dura condição de vida que possuíam. Esse empreendimento gerou resultados diversos nem sempre proporcionais às estruturas burocráticas idealizadas
Description: ABSTRACT This work aims to construct a narrative evidencing the agricultural colony Petrópolis, installed in the village of Codó, Maranhão Province. We highlight the nuances that influenced immigration policy for the whole of Brazil, but in a particular way for this province in the nineteenth century, besides the obstacles that made it impossible for the government's plans to restructure the economy of Maranhão to substitute slave labor for the workforce employed by Portuguese settlers. In order to better understand this process, we have used fruitful work on Portuguese immigration to Brazil, such as the studies produced by a dozen collaborators of the Center for Population, Economy and Society Studies (CEPESE) in joint books and individual publications. The reports of the President of the Province and the periodicals published at the end of the 19th century formed the body of analyzed historical sources that served as evidence of the existence of the Petropolis colony. The history of the immigrants in Codó was no different from other countless Europeans who left a Europe in crisis and ventured into the American continent; driven by promises of safe, healthy, and reasonable work, they left their homeland to overcome their harsh living conditions. This enterprise generated diverse results not always proportional to the idealized bureaucratic structures.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2676
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Ciências Humanas/História do Campus de Codó

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ClerisvaldoCosta.pdfTrabalho de Conclusão de Curso450,89 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.