Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/2768
Title: NINFOPLASTIA ESTÉTICA NA CORREÇÃO CIRÚRGICA DE HIPERTROFIA DE PEQUENOS LÁBIOS: Revisão de Literatura.
Other Titles: NINFOPLASTIA AESTHETICS IN SURGICAL CORRECTION OF HYPERTROPHY OF LABIA MINORA: Literature Review.
Authors: PINHEIRO, Fernanda Albuquerque Marques
Keywords: Ninfoplastia; Labioplastia; Cirurgia estética vaginal
Nymphoplasty; Labiaplasty; Genital Aesthetic Surgery
Issue Date: 20-May-2016
Publisher: UFMA
Abstract: Introdução. A hipertrofia de lábios menores é uma condição de etiologia ainda incerta, com repercussões clínicas, psicológicas e sociais. Sua cirurgia corretora, a Ninfoplastia, é a mais frequente dentre as cirurgias estéticas genitais e tem sido alvo de interesse crescente. Metodologia. Trata-se de revisão de Literatura, com consulta às bases de dados Lilacs, SciELO, Medline e PubMed, utilizando-se as palavras-chave “ninfoplastia”, “labioplastia”, “hipertrofia de pequenos lábios” e “cirurgia estética genital”. Foram incluídos apenas os artigos que abordavam Ninfoplastia estética. Foi dada preferência a artigos publicados nos últimos 5 anos. Resultados. Dentre as cirurgias estéticas genitais mais demandadas está a Ninfoplastia. Há diversas técnicas para sua realização, sendo as mais descritas na literatura: ressecção elíptica, Z-plastia, Desepitelização, técnica de Wedge e incisões em W, S e L. As principais complicações são aderências, deiscência, fibrose e retração da ferida operatória. Discussão. A técnica mais simples e mais utilizada pelos cirurgiões é a Ressecção elíptica que, classicamente, é atribuída a resultados pouco estéticos e maior potencial de complicações. Entretanto, pesquisas recentes reconsideram esse posicionamento e demonstram baixos índices de complicações e insatisfação quanto a esta técnica. Não há evidências de diferença significativa (estética, complicações e resultados) entre o uso de bisturi ou laser. O nível de satisfação é elevado em todas as técnicas de Ninfoplastia. A técnica menos utilizada é a Desepitelização, que requer maior capacitação técnica, além de ser mais indicada para hipertrofias leves, por não surtir suficiente impacto no comprimento labial. A técnica de Wedge foi associada ao maior número de complicações, com taxas discretamente mais elevadas de deiscência.
Description: Introduction. Labia Minora Hypertrophy is a condition with still uncertain etiology, with clinical, psychological and social repercussions. Its corrective surgery, Nymphoplasty, is the most frequent among genital aesthetic surgeries and has been the subject of increasing interest. Methodology. It is a literature review, with consultation in the databases Lilacs, SciELO, Medline and PubMed using the keywords “Nymphoplasty”, “Labiaplasty”, “Labia Minora Hypertrophy” and “Genital Aesthetic Surgery”. It included only the articles that discuss Aesthetic Nymphoplasty. Preference was given to articles published in the last five years. Results. Nymphoplasty is among the most demanded genital aesthetic surgeries. There are a lot of techniques and the most reported in the literature is: elliptical resection, Z-plasty, Desepitheliazation, Wedge technique and incisions in W, S and L. The main complications are adherence, dehiscence, fibrosis and scar retraction. Discussion. The simplest and more used technique is the elliptical resection that, classically, is attributed to lower aesthetic results and greater potential for complications. However, recent research reconsider this position and demonstrate low rates of complications and dissatisfaction to this technique. There is no evidence of significant difference (aesthetics, complications and results) between the use of bistoury or laser. The satisfaction level is elevated in all Nymphoplasty techniques. The less used technique is desepitheliazation, that requires more technical capacity, and is most suitable for mild hypertrophies, because it does not produces enough impact on the labial length. The Wedge technique was associated with more complications, with slightly higher rates of dehiscence.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2768
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Medicina do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Albuquerque Marques.pdf270,17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.