Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/3035
Title: O processo de reconstrução da identidade do encarcerado: uma análise a partir da visão de profissionais atuantes no método Apac
Other Titles: The process of reconstructing the identity of the incarcerated: an analysis from the vision of professionals working in the Apac method
Authors: GAMBA, Cristian de Oliveira
Keywords: Identidade
Encarcerado
Psicologia
Identity
Incarcerated
Psychology
Issue Date: 19-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: A questão atinente à recuperação de indivíduos encarcerados apresenta-se como um dos mais sérios problemas da sociedade contemporânea, haja vista os elevados indicadores de reincidência criminal e o sentimento de insegurança que permeia a coletividade, fatores que acabam por demonstrar a dificuldade do atual modelo de gestão carcerária em lidar com o processo de recuperação dos apenados. Neste sentido, apresenta-se como uma questão cada vez mais latente a necessidade de se repensar e rediscutir o atual modelo de gestão penitenciária, sendo o enfoque principal deste trabalho analisar o processo de reconstrução de indivíduos encarcerados, enfocando-se a atuação do profissional da psicologia neste contexto, através da metodologia desenvolvida pela Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), sendo este um modelo alternativo de execução penal, pautada em princípios de valorização humana e busca pelo fortalecimento da autonomia dos encarcerados. O presente trabalho será inicialmente desenvolvido através da apresentação do atual modelo de gestão penitenciária, enfocando-se as bases que fundamentam a reconstrução da identidade do apenado no atual modelo, destacando-se o modo como tem sido desenvolvida a atividade do psicólogo nesse contexto. Já a discussão sobre o processo de reconstrução da identidade dos apenados através do método Apac será feito a partir do relato de colaboradores que já trabalharam na metodologia e que possuem formações acadêmicas distintas, para isto será utilizado o modelo de entrevista não estruturado, partindo-se de uma pergunta disparadora principal, sendo este método escolhido com o intuito de possibilitar o surgimento espontâneo das unidades de sentido na fala dos sujeitos. Para a análise dos dados será utilizado o método fenomenológico construído por Di Georgi onde serão buscadas as unidades de sentido comuns nas falas dos entrevistados, para que a partir disto possa ser desenvolvida a discussão sobre a temática proposta. Após o estudo espera-se que seja possível apontar as principais vantagens e desvantagens no processo de reconstrução da identidade do apenado inserido na metodologia Apac, traçando-se sempre uma comparação com o modelo tradicional de gestão penitenciária, buscando-se enfatizar também as principais características da atuação do profissional da psicologia dentro de uma metodologia de execução penal distinta.
Description: ABSTRACT The question of the recovery of incarcerated individuals presents itself as one of the most serious problems of contemporary society, given the high indicators of criminal recidivism and the feeling of insecurity that permeates the community, factors that show the difficulty of the current model of management in dealing with the process of recovery of the victims. In this sense, an increasingly latent issue is the need to rethink and rediscuss the current model of penitentiary management, the main focus of which is to analyze the process of reconstruction of incarcerated individuals, focusing on the psychology in this context, through the methodology developed by the Association for the Protection and Assistance of Convicted Persons (Apac), which is an alternative model of criminal execution, based on principles of human valorization and seeking to strengthen the autonomy of prisoners. The present work will be initially developed through the presentation of the current model of penitentiary management, focusing on the bases that support the reconstruction of the identity of the victim in the current model, highlighting the way in which the psychologist's activity has been developed in this context. The discussion about the process of reconstruction of the identity of the victims through the Apac method will be based on the report of employees who have already worked on the methodology and who have different academic backgrounds, for this will be used the unstructured interview model, starting of a main trigger question, this method being chosen with the intention of enabling the spontaneous appearance of the units of meaning in the subjects' speech. For the analysis of the data will be used the phenomenological method constructed by Di Georgi where the common sense units will be sought in the speeches of the interviewees, so that from this can be developed the discussion about the proposed theme. After the study it is expected that it will be possible to point out the main advantages and disadvantages in the process of reconstruction of the identity of the patient inserted in the Apac methodology, always drawing a comparison with the traditional model of penitentiary management, seeking to emphasize also the main characteristics the performance of the psychology professional within a different methodology of criminal enforcement.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3035
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Psicologia do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CRISTIAN-GAMBA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso543,93 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.