Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/3063
Title: O eterno retorno na clínica: avalição e afirmação na psicologia de Nietzsche
Other Titles: The eternal return in the clinic: evaluation and affirmation in Nietzsche's psychology
Authors: ALMADA, José Antonio Souza
Keywords: Nietzsche
Psicologia
Eterno-retorno
Além-do-homem
Saúde
Nietzsche
Psychology
Eternal return
Beyond-the-man
Cheers
Issue Date: 17-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: O presente trabalho monográfico tem como objetivo propor uma prática clínica em psicologia fundamentada teoricamente em conceitos desenvolvidos pelo filósofo alemão Friedrich Nietzsche. Para isso, partindo do método genealógico utilizado pelo próprio Nietzsche, é realizada a genealogia do corpo e da consciência, onde o corpo é entendido como resultado da relação de forças ativas e reativas e a consciência, como algo secundário e tardio, que foi criada no homem, com o objetivo de transformá-lo em um animal que faz promessas e que quer cumpri-las. Em seguida é feita a cartografia forças constitutivas, para fazer a genealogia do sentimento de culpa e do ressentimento, bem como dos conceitos de doença e de grande saúde. A partir disso é descrito o percurso de saída da condição de adoecimento (decadência) para a grande saúde. Inicia-se descrevendo o processo de adoecimento, resultante da submissão das forças ativas às reativas, que provocam o surgimento do niilismo em suas diversas formas. A superação dessa condição se dá pela compreensão dos conceitos de eterno retorno e de amor fati, para chegar à ideia de grande saúde, a qual serve como base para o entendimento do além-do-homem. Ainda a título de fundamentação teórica, faz-se um resgate histórico de práticas clínicas baseadas na filosofia de Nietzsche que já foram desenvolvidas por outros pensadores, tais como Cristina Rauter e Naffah Neto; faz-se também um resgate daquilo que o próprio Nietzsche considerou como psicologia e dos motivos pelos quais ele mesmo se considerou como o primeiro psicólogo. Por fim, a prática clínica aqui proposta é ilustrada por meio da exposição e análise de um caso clínico atendido no Núcleo de Psicologia Aplicada da UFMA. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que foi desenvolvida a partir de dois vieses metodológicos: pesquisa bibliográfica e atendimento clínico. Como o caso ainda continua em atendimento, não é possível apresentar conclusões definitivas. Mas, a título de considerações finais afirma-se a possibilidade de se realizar uma prática clínica tendo por base a filosofia de Nietzsche. Espera-se com esse trabalho, contribuir como o desenvolvimento da ciência psicológica, bem como motivar futuras pesquisas sobre o tema da psicologia nietzschiana.
Description: ABSTRACT The present monographic work aims to propose a clinical practice in psychology based theoretically on concepts developed by the German philosopher Friedrich Nietzsche. For this, starting from the genealogical method used by Nietzsche himself, the genealogy of the body and of consciousness is realized, where the body is understood as a result of the relation of active and reactive forces and the consciousness, as something secondary and late, that was created in the man, with the goal of turning him into an animal that makes promises and wants to fulfill them. Then the cartography is made constitutive forces, to make the genealogy of the feeling of guilt and resentment, as well as the concepts of illness and great health. From this it is described the path of exit from the condition of illness (decay) to great health. It begins by describing the process of illness, resulting from the submission of active and reactive forces, which provoke the emergence of nihilism in its various forms. The overcoming of this condition occurs by understanding the concepts of eternal return and love fati, to arrive at the idea of great health, which serves as the basis for the understanding of the beyond-man. Also as a theoretical basis, a historical rescue of clinical practices based on the philosophy of Nietzsche that have already been developed by other thinkers, such as Cristina Rauter and Naffah Neto; there is also a rescue of what Nietzsche himself considered as psychology and of the reasons why he himself considered himself the first psychologist. Finally, the clinical practice proposed here is illustrated through the presentation and analysis of a clinical case attended at the Center for Applied Psychology of UFMA. It is a qualitative research that was developed from two methodological biases: bibliographic research and clinical care. As the case is still in service, it is not possible to present definitive conclusions. But by way of final considerations it is affirmed the possibility of performing a clinical practice based on the philosophy of Nietzsche. It is hoped that such work will contribute as the development of psychological science, as well as motivate future research on the theme of Nietzschean psychology.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3063
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Psicologia do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSÉANTONIO-ALMADA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso451,98 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.