Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/3232
Title: Juventude negra e políticas públicas: um estudo sobre a política de cotas na UFMA Campus VII/Codó
Other Titles: Black youth and public policies: a study on the policy of quotas at UFMA Campus VII / Codó
Authors: SOUSA NETO, Hamilton Ferreira de
Keywords: Juventudes
Política públicas
UFMA/Codó
Política de cotas
Juventude negra
Youth
Public policy
Affirmative action
Quota policy
Black youth
Issue Date: 20-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Neste trabalho estudamos sobre juventudes, na perspectiva de respeitar a pluralidade no entendimento acerca deste termo e, levando em conta as especificidades que atingem a grupos jovens específicos. Nesta direção tomamos como sujeitos de pesquisa a juventude negra, grupo atravessado por vários aspectos sociais negativos, como resultado de discriminações e exclusão. Discutimos a relação das políticas públicas no campo educacional voltadas para esta população. Assim, no decorrer deste trabalho realizamos uma retrospectiva histórica sobre as definições das idades da vida, com foco na juventude e sobre seus indicadores sociais, sempre evidenciando os sujeitos em questão – juventude negra-. As reflexões obtidas por meio deste estudo levam em consideração as conjunturas históricas, econômicas e culturais destes sujeitos assim para as reflexões, foram consideradas as percepções de jovens que estão inseridos de forma direta ou indireta dentro do espaço sobre os esforços que a política de cotas tem representado para inserir as populações negras no ensino superior. Neste sentido, podemos refletir como o espaço universitário codoense é percebido pelos jovens cotistas ou não cotistas a partir de suas respostas nos questionários aplicados durante o processo de coleta de dados para elaboração deste estudo. Por fim, concluímos como apesar, dos argumentos positivos aferidos nos questionários em relação a esta política, poucos foram os jovens entrevistados que optaram pela política de cotas como via de ingresso na UFMA/Codó, sendo a grande maioria auto-declarada como pretos e pardos.
Description: ABSTRACT In this work we study about youths, respecting the plurality in the understanding about this term, taking into account the specificities that reach specific youth groups. In this direction the black youth are our research subjects, a group crossed by several negative social aspects, as a result of discrimination and exclusion. He discussed the relationship of public policies in the educational field aimed at this population. Thus, in the course of this work we make a historical retrospective about the definitions of the ages of life, focusing on youth and their social indicators, always showing the subjects in question - black youth. The reflections obtained through this study take into account the historical, economic and cultural conjunctures of these subjects so for the reflections, we considered the perceptions of young people who are inserted directly or indirectly within the space on the efforts that the quota policy has represented to insert the black populations in higher education. In this direction, we can reflect how the Codo's university space is perceived by the young quotaters or nonquotators from their answers in the questionnaires applied during the data collection process for the elaboration of this study. Finally, we concluded how, despite of the positive arguments in the questionnaires in relation to this policy, few were interviewed youth who opted for the quota policy as a way of joining UFMA / Codó, the majority being self-declared as black and half-blood
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3232
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Ciências Humanas/História do Campus de Codó

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HamiltonFerreiradeSousaNeto.pdfTrabalho de Conclusão de Curso432,41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.