Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/3348
Title: As intervenções do Coordenador pedagógico no uso do dispositivo móvel celular no ambiente escolar: conflitos, desafios e implicações no Centro de Ensino José Mota Amaral
Authors: SOUSA, Marnia Suamy
Keywords: Dispositivo móvel – celular
Espaço escolar
Coordenador Pedagógico
Mobile device
School space
Pedagogical Coordinator
Issue Date: 2016
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
Abstract: Nossa sociedade hoje discute a necessidade de uma inclusão digital que contemple todos os sujeitos, uma vez que vivemos na chamada “Sociedade de informação”. Nessa perspectiva e considerando a educação como um direito promulgado para todos, a escola é sim o primeiro espaço em que as oportunidades de uma vida melhor se apresentam e esta possui papel relevante no que refere a inclusão de seus sujeitos, refletindo coletivamente como o uso de alguns dispositivos e aparatos podem ser melhor aproveitados no processo de ensino e aprendizagem. Nesse contexto, da escola que inclui tecnologicamente destaca-se a importância de uma figura considerada como essencial o Coordenador Pedagógico, profissional da escola, figura fundamental na construção e execução de ações que visem a autonomia e democratização da escola. Essa problemática em sala de aula necessita de debates aprofundados que envolva todos os pares que estão inseridos no contexto educacional, pois há de se perceber que nos dias de hoje, não haja um aluno que não possua um telefone móvel dentro das escolas públicas. Em geral os celulares se agigantam nas escolas tanto pela mão dos professores e excessivamente pela mão de alunos que trazem consigo aparelhos cada vez mais modernos e com múltiplos aplicativos. Com essa intenção de analisar como nossas instituições e suas figuras lidam com o uso frequente desse dispositivo, este trabalho pretende analisar criticamente como essa ferramenta é utilizada no espaço escolar, quais os conflitos resultantes do uso indevido. Este trabalho aborda dentre outras questões a natureza proibitiva do uso do celular na escola Centro de Ensino José Mota Amaral, destacando os dispositivos que restringem ou proíbem o uso do dispositivo, suscita debates reflexivos de como este poderia se tornar um aliado da aprendizagem trazendo para o centro desse debate a figura do Coordenador Pedagógico. E para idealizar a Fundamentação Teórica deste trabalho, utilizou-se as contribuições iniciais de Sette, Fagundes e Vasconcellos dentre outros teóricos que dedicaram tempo no estudo dessas temáticas, utilizou-se também instrumentos para a coleta de dados, questionários aplicados à gestão, equipe docente das diversas disciplinas, coordenação pedagógica e alunos dos turnos matutino e noturno do Centro de Ensino José Mota Amaral no Município de Monção- MA, com a finalidade de conhecer a real situação em que a escola se encontra ao confrontar-se com o uso do dispositivo móvel, bem como analisar que as intervenções do coordenador pedagógico pode mediar e estabelecer relações mais harmônicas.
Description: ABSTRACT: Our society today discusses the need for a digital inclusion that contemplates all subjects, since we live in the so-called Information Society. In this perspective and considering education as a right promulgated for all, the school is rather the first space in which the opportunities of a better life present themselves and this one has relevant role in what refers to the inclusion of its subjects, reflecting collectively as the use of Some devices and devices can be better utilized in the teaching and learning process. In this context, the school that includes technologically stands out the importance of a figure considered as essential the Pedagogical Coordinator, school professional, a fundamental figure in the construction and execution of actions aimed at the autonomy and democratization of the school. This problem in the classroom requires in-depth discussions that involve all the peers that are inserted in the educational context, since it must be realized that today there is no student who does not have a mobile phone within public schools. In general, cell phones grow in schools both by the hand of teachers and excessively by the hand of students who bring with them devices that are more modern and with multiple applications. With this intention to analyze how our institutions and their figures deal with the frequent use of this device, this work intends to analyze critically how this tool is used in the school space, which conflicts resulting from misuse. This work addresses, among other issues, the prohibitive nature of the use of mobile phones at José Mota Amaral High School, highlighting devices that restrict or prohibit the use of the device, provoke reflective debates on how this could become an ally of learning by bringing Center of this debate is the figure of the Pedagogical Coordinator. And to idealize the Theoretical Foundation of this work, the initial contributions of Sette, Fagundes and Vasconcellos were used, among other theorists who dedicated time in the study of these subjects, also used instruments for the collection of data, questionnaires applied to the management, teaching staff Of the various disciplines, pedagogical coordination and students of the morning and evening shifts of the José Mota Amaral Teaching Center in the Municipality of Monção-MA, in order to know the real situation in which the school is when confronted with the use of the device As well as analyzing that the interventions of the pedagogical coordinator can mediate and establish more harmonic relations.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3348
Appears in Collections:Monografias de Especialização em Coordenação Pedagógica
Especialização a Distância em Coordenação Pedagógica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MarniaSuamy.pdf699,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.