Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/3966
Title: Perfil epidemiológico da morbimortalidade por pneumonia no Maranhão
Other Titles: Epidemiological profile of morbidity and mortality due to pneumonia in Maranhão
Authors: BRITO, Dhyeslen Pereira
Keywords: Pneumonia
Maranhão
Morbidade
Mortalidade
Pneumonia
Maranhão
Morbidity
Mortality
Issue Date: 13-May-2019
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Introdução: Pneumonia é uma inflamação do parênquima de um ou ambos os pulmões, que é causada geralmente por infecções (bacteriana, viral, fúngica e parasitas). Constitui a principal causa de óbitos no mundo e ocasiona impacto na morbimortalidade. Justificativa: As principais diretrizes e escores de gravidade são baseados em estudos internacionais, e, apesar da alta incidência de pneumonia no Brasil, pouco se sabe a respeito da gravidade e morbimortalidade da doença em nível regional. Objetivos: Identificar o perfil da morbimortalidade por pneumonia no estado do Maranhão no período de 2008 a 2016. Metodologia: Estudo quantitativo, ecológico de série temporal no período de 2008 a 2016 no Maranhão. Dados foram retirados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Traçou-se os perfis epidemiológicos da morbimortalidade por pneumonia. Resultados: A taxa de morbidade por 100.000 habitantes apresentou ápice no ano 2011 com 503,16/100.000 e nadir em 2016 com 249,99/100.000. A taxa de mortalidade apresentou ascensão de 9,58/100.000 habitantes em 2008 para 21,38/100.000 em 2016, crescimento de 123% em 8 anos. Observou-se crescimento exponencial da taxa de morbimortalidade a partir dos 60 anos, bem como em crianças menores de um ano. Os meses com maior morbimortalidade coincidiram com os meses chuvosos, sugerindo sazonalidade. Discussão: Pacientes mais velhos com pneumonia requerem mais hospitalização, tendo prognóstico ruim. O aumento da taxa de mortalidade no estado conflita com a realidade nacional. O maior acesso a cuidados de saúde, bem como a melhora da situação socioeconômica, as políticas de vacinação e a disponibilidade nacional de antibióticos auxiliam a explicar a redução da taxa de morbidade. Conclusão: A taxa de mortalidade por pneumonia no estado do Maranhão tendeu ao crescimento no período estudado. A taxa de morbidade tendeu a diminuição. A morbidade por pneumonia onerou R$160.580.395,40 dos investimentos em saúde do estado. A morbimortalidade por pneumonia apresentou sazonalidade.
Description: ABSTRACT Introduction: Pneumonia is inflammation of the parenchyma of one or both lungs, which is usually caused by infections (bacterial, viral, fungal and parasitic). Is the leading cause of death in the world, with severe impact on morbidity and mortality. Rationale: The main guidelines and severity scores are based on international studies, and despite the high incidence of pneumonia in Brazil, little is known about the severity and morbidity and mortality of the disease at the regional level. Objectives: To identify the profile of morbidity and mortality due to pneumonia in the State of Maranhão from 2008 to 2016. Methodology: Quantitative, ecological study with a time series analysis from 2008 to 2016 in the Maranhão. Data were collected from the Department of Informatics of the Unified Health System. The epidemiological profiles of the morbidity and mortality from pneumonia were traced. Results: The morbidity rate for 100.000 inhabitants, presented apex in 2011 with 503,16/100.000 and nadir in 2016 with 249,99/100.000. The mortality rate rose from 9,58/100.000 inhabitants in 2008 to 21,38/100.000 in 2016, a growth of 123% in 8 years. There was an exponential growth rate of morbidity and mortality from 60 years, as well as in children under one year. The months with the highest morbidity and mortality coincided with the rainy months, suggesting seasonality. Discussion: Older patients with pneumonia require more hospitalization, with poor prognosis. The increase in the mortality rate in the state conflicts with the national reality. Greater access to health care, as well as improved socioeconomic status, vaccination policies and the national availability of antibiotics help to explain the reduction of the morbidity rate Conclusion: The mortality rate due to pneumonia in the state of Maranhão tended to grow in the studied period. The morbidity rate tended to decrease. Morbidity from pneumonia burdened R$ 160,580,395.40 of state investments in health. Morbidity and mortality due to pneumonia presented seasonality.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3966
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Medicina do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DhyeslenBrito.pdfTrabalho de Conclusão de Curso168,14 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.