Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4024
Title: Análise físico-química de comprimidos de ácido acetilsalicílico 100mg dispensados em farmácias de São Luís - MA
Other Titles: Physicochemical analysis of 100mg acetylsalicylic acid tablets dispensed in pharmacies of São Luís - MA
Authors: SANTOS, Welláine Jéssica Ribeiro
Keywords: Ácido acetilsalicílico
Qualidade
Análise físico-química
Issue Date: 9-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: A qualidade de um medicamento é um atributo de caráter não apenas comercial, mas também legal e moral. A Farmacopeia Brasileira tem por finalidade promover a saúde da população, estabelecendo requisitos de qualidade e segurança dos medicamentos. O ácido acetilsalicílico é um medicamento isento de prescrição, tornando-o de fácil acesso e possível de automedicação. Pertence ao grupo dos fármacos anti-inflamatórios não-esteroides, com propriedade analgésica, antipirética, anti-inflamatória, e ainda atividade antiplaquetária. O objetivo do estudo foi avaliar a qualidade físico-química de comprimidos de AAS 100mg de três laboratórios comercializados em farmácias de São Luís – Ma. Realizou-se os testes de identificação, determinação de peso, doseamento, uniformidade de dose unitária pela variação de peso, desintegração, dureza e friabilidade. Foi realizada a análise descritiva das variáveis em estudo. As variáveis numéricas peso e uniformidade de doses unitárias foram apresentadas por meio de médias e desvio padrão. A variável “dureza” foi avaliada através de médias. Para a variável “friabilidade” foi utilizada a equação para avaliar a perda (%) de peso. Para a homogeneidade das amostras, foi calculado o coeficiente de variação (CV%). Os laboratórios A, B e C passaram no teste de identificação e cumpriram o teste de determinação de peso, porém não cumpriram o teste de doseamento, apresentando teores de 113,5%, 119,17% e 115% respectivamente, portando fora dos limites de 95% - 105% especificados na Farmacopeia Brasileira 5ed. No teste de UDU, as 10 primeiras unidades de comprimidos apresentaram valores de aceitação acima de L1 = 15, sendo 16,52, 23,48 e 16, 74, assim, foi necessário testar mais 20 unidades e calcular o valor de aceitação final para os 30 comprimidos, contudo, os valores passaram de L1= 15, e obtiveram valores de 17, 23 e 16,3, e apesar das 30 unidades não apresentarem teores abaixo de 76,125% e nem acima de 126,875%, o AAS não cumpriu o teste. Desta forma, as amostras não demonstraram uniformidade nas doses entre as unidades farmacotécnicas testadas. No que se refere ao teste de desintegração, todos cumpriram com o teste, pois não apresentaram tempo de desintegração acima de 5 minutos. O teste de dureza é informativo e os resultados foram aceitáveis. Por fim, no teste de friabilidade, nenhum laboratório ultrapassou o limite de perda superior a 1,5%, cumprindo assim com o teste. Analisando o conjunto de testes, nenhum fabricante esteve de acordo com as especificações da Farmacopeia Brasileira 5ed.
Description: ABSTRACT The quality of a medicine is an attribute not only commercial, but also legal and moral. The Brazilian Pharmacopoeia aims to promote the health of the population, establishing requirements of quality and safety of medicines. Acetylsalicylic acid is a prescription-free medicine, making it easily accessible and possible for self-medication. It belongs to the group of non-steroidal anti-inflammatory drugs, with analgesic, antipyretic, anti-inflammatory, and antiplatelet activity. The objective of the study was to evaluate the physical-chemical quality of AAS 100mg tablets from three laboratories marketed in pharmacies in São Luís-Ma. The tests of identification, determination of weight, determination, uniformity of unit dose by weight variation , disintegration, hardness and friability. A descriptive analysis of the variables under study was performed. The numerical variables weight and uniformity of unit doses were presented by means of means and standard deviation. The variable "hardness" was evaluated through means. For the variable "friability" the equation was used to evaluate the loss (%) of weight. For the homogeneity of the samples, the coefficient of variation (CV%) was calculated. Laboratories A, B and C passed the identification test and completed the weight determination test, but did not meet the assay test, presenting levels of 113.5%, 119.17% and 115% respectively, carrying out the limits of 95% - 105% specified in the Brazilian Pharmacopoeia 5ed. In the UDU test, the first 10 units of tablets had acceptance values above L1 = 15, being 16.52, 23.48 and 16.74, so it was necessary to test another 20 units and calculate the final acceptance value for however, values increased from L1 = 15, and obtained values of 17, 23 and 16.3, and although the 30 units did not present levels below 76.125% and not above 126.875%, the AAS did not comply with the test. Regarding the disintegration test, all of them complied with the test, as they did not show disintegration time over 5 minutes. The hardness test was informative and the results were acceptable. Finally, in the friability test, no laboratory exceeded the loss limit of more than 1.5%, thus complying with the test. Analyzing the set of tests, no manufacturer was in accordance with the specifications of the Brazilian Pharmacopoeia 5ed.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4024
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Farmácia do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WELLÁINE-SANTOS.pdfTrabalho de Conclusão de Curso509,05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.