Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4215
Title: Percepção do idoso institucionalizado frente ao abandono familiar
Other Titles: Perception of institutionalized elderly people facing family abandonment
Authors: OLIVEIRA, Vanessa Costa
Keywords: Saúde do idoso institucionalizado
Maus-tratos ao idoso
Adaptação psicológica
Enfermagem
Health of the Institutionalized elderly
Elderly mistreatment
Psychological adaptation
Nursing
Issue Date: 11-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Objetivo: Compreender a condição comportamental de idosos institucionalizados frente ao abandono familiar. Metodologia: Estudo qualitativo com 11 idosos residentes nas Instituições de Longa permanência dos municípios de Imperatriz e Açailândia, no Estado do Maranhão, que foram entrevistados entre abril a novembro de 2017. Para a coleta de dados, utilizou-se entrevista semiestruturada, composta por questões norteadoras acerca da temática do estudo e a análise dos dados ocorreu pela técnica de Análise Temática de Conteúdo (Bardin). A organização dos dados originou as temáticas: Visão do idoso institucionalizado sobre o conceito de Família; Desejo de saída da Instituição; Ausência de conhecimento sobre o abandono e Conhecimento e sentimentos frente ao abandono familiar. Resultados: Para os idosos o que versa o significado do abandono foi reconhecido como algo insatisfatório, com sinônimos desagradáveis, ou sentimento de inclusão no contexto exibido, sendo eles a resposta para a assertiva apresentada, por se encontrarem desamparados, constituindo em atores principais do abandono no qual o sentimento é constante relacionado aos seus familiares e realçando o fato de irem à instituição. Considerações Finais: A pesquisa contribui de forma positiva para a compreensão dos mais jovens sobre o envelhecimento e como o abandono pode influenciar e muito o processo de senilidade na terceira idade, além disso é importante salientar que o processo de envelhecimento deve ser desmistificado como o ciclo final de vida, e considerado apenas uma fase que a maioria irá enfrentar.
Description: ABSTRACT Objective: To understand the behavioral condition of institutionalized elderly in the face of family abandonment. Methodology: A qualitative study was carried out with 11 elderly people living in the Long Stay Institutions of the municipalities of Imperatriz and Açailândia in the State of Maranhão, which were interviewed between April and November of 2017. Data were collected using semi-structured interviews, of the study subject and the analysis of the data occurred by the technique of Content Thematic Analysis (Bardin). The organization of the data originated the themes: Vision of the institutionalized elderly on the concept of Family; Desire to leave the Institution; Absence of knowledge about abandonment and Knowledge and feelings regarding the abandonment of the family. Results: For the elderly the 18 meaning of abandonment was recognized as something unsatisfactory, with unpleasant synonyms, or feeling of inclusion in the context shown, being the answer to the assertive presented, for being helpless, constituting the main actors of abandonment in which the feeling is constant related to their relatives and emphasizing the fact of going to the institution. Conclusion: The research contributes in a positive way to the understanding of the youngest on aging and how the abandonment can influence and much the senility process in the third age, in addition it is important to point out that the aging process should be demystified as the final cycle of life and considered only one phase that most irar face.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4215
Appears in Collections:TCC de Graduação em Enfermagem do Campus de Imperatriz

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VANESSAOLIVEIRA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso180,52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.