Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4220
Title: Assistência pré-natal na prevenção de alterações congênitas: um estudo de caso
Other Titles: Prenatal assistance in the prevention of congenital malformation: a case study
Authors: QUEIROZ, Solange Bastos Rocha
Keywords: Atenção primária
Cuidado pré-natal
Enfermagem
Malformações congênitas
Primary care
Prenatal care
Nursing
Congenital malformations
Issue Date: 6-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Malformações congênitas são anomalias funcionais ou estruturais no desenvolvimento fetal resultantes de fatores genéticos e/ou ambientais. Algumas malformações poderiam ser evitadas através de medidas educativas e informativas durante o pré-natal. O profissional de enfermagem deve ser capaz de reconhecer causas prováveis implicadas nos defeitos congênitos e atuar na sua prevenção. O estudo teve como objetivo identificar nas consultas de pré-natal realizadas pelo enfermeiro intervenções de prevenção das malformações congênitas. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, do tipo estudo de caso. A coleta de dados ocorreu por meio da observação passiva da consulta de pré-natal realizada pela enfermeira, durante os meses de setembro e outubro de 2018. A enfermeira foi acompanhada no atendimento de 62 gestantes. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão sob parecer 2.207.718, e seguiu as determinações da resolução CNS nº 466/2012 e suas complementares. Nenhuma gestante foi informada sobre doenças genéticas, e apenas 2 gestantes do primeiro trimestre e 1 do segundo receberam informações sobre álcool, tabaco e/ou outras drogas. As gestantes com resultado alterado de glicemia em jejum, hipertensão e toxoplasmose foram encaminhadas para o hospital materno de referência. Não houve informações sobre a triagem neonatal para as gestantes do terceiro trimestre. As orientações versaram, principalmente, sobre a alimentação saudável e calendário vacinal. O enfermeiro tem função na prevenção das malformações, com competência para orientar, prevenir e promover saúde.
Description: ABSTRACT Congenital malformations are functional or structural anomalies found in fetal development, resulting from genetic or environmental factors. Some malformations could be avoided through educational and informative measures throughout prenatal care. The nursing professional should be able to recognize probable causes of congenital defects and take precautions to ensure their prevention. The purpose of the study was to identify interventions for the prevent congenital malformations. This was an exploratory descriptive study conducted by a case study. Data was collected through passive observation of the prenatal appointments caried out by the nurse, during the morning and afternoon shifts, throughout the months of September and October 2018. The nurse was present in the care of 62 pregnant women. The research was approved by the Research Ethics Committee of the University Hospital of the Federal University of Maranhão under opinion 2,207,718, and followed the determinations of resolution CNS 466/2012 and its complementary. No pregnant women were informed about genetic diseases, only two pregnant women in the first trimester and one in the second received information on alcohol, tobacco or other drugs. Pregnant women with high glucose levels, hypertension and toxoplasmosis were referred to a well known maternity hospital. There were no information on neonatal triage for pregnant women in the third trimester. The guidelines focused mainly on healthy eating and vaccination schedule. The nurse plays a big role in preventing mal
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4220
Appears in Collections:TCC de Graduação em Enfermagem do Campus de Imperatriz

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SOLANGEQUEIROZ.pdfTrabalho de Conclusão de Curso103,26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.