Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4308
Title: Dança como possibilidade de ressignificação identitária da mulher em condição de violência
Other Titles: Dance as a possibility for the re-identification of women in conditions of violence
Authors: CARNEIRO, Rebeca Oliveira
Keywords: Mulher
Dança
Identidade
Violência contra a mulher
Recurso expressivo
Woman
Dance
Identity
Violence against women
Expressive resource
Issue Date: 27-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Esta monografia surgiu a partir do interesse e de vivências pessoais da autora em relação às intersecções entre Psicologia e Dança. A violência de gênero é questão de saúde pública e também é pauta de nossas políticas públicas mundiais: é irrefutável. E embora tenhamos caminhado bastante na discussão que envolve as mulheres, muito falta para que tenhamos ambientes menos dominados pela lógica machista e patriarcal, onde ser mulher seja menos arriscado, doloroso e adoecedor. Para assegurar a estas mulheres qualidade de vida, a proposta deste trabalho é usar a dança como ferramenta social – provocando mudanças e ressignificações identitárias. Partindo num primeiro plano da vivência artística da presente autora, mas que também lhe atravessa na formação como psicóloga, o objetivo geral deste trabalho é analisar como a dança pode facilitar a ressignificação identitária da mulher em condição de violência. Para possibilitar essa análise, especificamente, pretende-se: (1) refletir sobre a experiência de ser mulher em condição de violência e; (2) analisar a dança como recurso expressivo e de ressignificação na Psicologia. Para alcançar esses objetivos, foi realizada uma pesquisa bibliográfica. Conclui-se considerando que a Psicologia pode se apropriar das ferramentas oferecidas pela Dança para oferecer a essa mulher em condição de violência um movimento de emancipação e ressignificação plena de si.
Description: ABSTRACT This paper began from the personal interest and life experiences from the author on the intersections between Psychology and Dance. Gender Violence is a public health question and it‟s also a theme in our public policies around the world: it‟s incontestable. Although we‟ve come far in the discussion involving women, still much remains for us to have environments less dominated by sexist and patriarchal logic, where being a woman could be less risky, painful and ill. To assure these women's life quality, this paper proposes to use dance as a social tool - causing changes and identity resignifications. From the background of the artistic experience of the author, but who also crosses her in the process of becoming a psychologist, the main objective of this paper is to analyze how dance can resignify the identity of women in a condition of violence. To allow this analyzes, this paper intends to: (1) reflect on the experience of being a woman in a violence condition and; (2) analyze dance as an expressive resource and of resignification in Psychology. To sustain these proposals we made bibliographic research. We conclude this piece considering that Psychology can use the tools offered by Dance to offer to this woman in a condition of violence a movement of emancipation and full resignification of herself.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4308
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Psicologia do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RebecaCarneiro.pdfTrabalho de Conclusão de Curso545,88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.