Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4505
Title: O rádio como dispositivo da ASCOM: potencialidades e dificuldades
Other Titles: The radio as an ASCOM device: potential and difficulties
Authors: MARCONCINE, Maria José
Keywords: Assessoria de Comunicação
Rádio
Jornalismo
Imperatriz.
Radiojornalismo
Communication Consulting
Radio
Journalism
Imperatriz
Radiojournalism
Issue Date: 10-Jul-2020
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: A proposta desta pesquisa é verificar se as assessorias de comunicação, localizadas na cidade de Imperatriz, Maranhão, utilizam o rádio para a divulgação das ações dos seus assessorados, uma vez que nas emissoras da cidade foi constatada uma ausência de programas exclusivamente radiojornalísticos. Para a seleção dos entrevistados, por meio de pesquisa qualitativa, foi tomado como base o artigo de conclusão de especialização em Assessoria de Comunicação: “Carreira e Trabalho. Quem é o assessor de Imprensa de Imperatriz (MA)?”, escrito pela jornalista e pesquisadora Jordana Fonseca Barros, em 2017. No artigo, são catalogadas 22 assessorias dentro de empresas públicas, privadas e de terceiro setor, na cidade de Imperatriz. Partindo desse número e, para efeito de amostragem, foram selecionadas oito empresas, o que corresponde a 34% do universo citado na pesquisa de Barros (2017). Foi enviado um pequeno questionário, por e-mail, aos responsáveis pelas assessorias de comunicação das oito empresas públicas, privadas e de terceiro setor selecionadas. De acordo com o resultado da pesquisa, foi constatado que o rádio ainda é utilizado rotineiramente pelas assessorias, apesar de toda a modernização do sistema digital e das novas ferramentas de mídia, pelo seu poder de penetração, baixo custo e alcance do público-alvo, seguindo as conceituações de Ortriwano (1985), que classifica o rádio como veículo privilegiado, por suas características: linguagem oral, penetração, mobilidade baixo custo, imediatismo, instantaneidade, sensorialidade e autonomia.
Description: ABSTRACT The proposal of this research is to verify if the communication offices, located in the city of Imperatriz, Maranhão, use the radio for dissemination of their advisors actions, since in the city's broadcasters an absence of exclusively radio news programs has already been verified. For the selection of the interviewees, by means of qualitative research, the article of conclusion of specialization in Communication Consultancy was taken as basis: " Carreira e Trabalho. Quem é o assessor de Imprensa de Imperatriz (MA)?", written by journalist and researcher Jordana Fonseca Barros, in 2017. In this article, 22 press offices within public, private and third sector companies are listed under Imperatriz. Based on this number and for sampling purposes, eight companies were selected, which corresponds to 34% of the universe cited in the Barros (2017) survey. A short questionnaire was sent by e-mail to those in charge of communication advisory services in the selected public, private and third sector companies. According to the survey results, it was found that traditional radio is still routinely used by the advisory services, despite all the modernization of the digital system and the new media tools, due to its power of penetration, low cost and reach of the target audience, following the concepts of Ortriwano (1985), who classifies radio as a privileged vehicle, due to its characteristics: oral language, penetration, low cost mobility, immediacy, instantaneity, sensoriality and autonomy.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4505
Appears in Collections:Monografias de Especialização em Assessoria de Comunicação Empresarial e Institucional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria José-MARCONCINE.pdfTrabalho de Conclusão de Curso630,6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.