Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4521
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSILVA, Felipe Rodrigues Lima da-
dc.date.accessioned2021-03-23T21:07:41Z-
dc.date.available2021-03-23T21:07:41Z-
dc.date.issued2021-01-18-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/4521-
dc.description.abstractO processo inflamatório é necessário para que o corpo alcance homeostasia em caso de alguma infecção ou dano tecidual, onde células como neutrófilos, macrófagos ou linfócitos, além de substâncias solúveis e componentes vasculares participam deste processo para combater o agente causador da inflamação, além de reparar o tecido. Diversos processos bioquímicos também participam do processo inflamatório, como por exemplo, o sistema complemento e a coagulação sanguínea. As principais características de uma inflamação são dor, calor, rubor, edema e prejuízo funcional, e a mesma é classificada em inflamação aguda ou crônica. As doenças inflamatórias afetam diretamente a qualidade de vida das pessoas nesta condição, isso porque ao passar do tempo, esta pessoa vai se tornando incapacitada e limitada. Em busca de novas formas de tratamento para doenças, pois os medicamentos sintéticos possuem efeitos colaterais, o vasto conhecimento e utilização das plantas medicinais têm tido cada vez mais destaque e sido enfoque de inúmeras pesquisas. O Brasil possui uma grande variedade de plantas com um grande potencial medicinal, dentre elas destaca-se Dysphania ambrosioides (Amaranthaceae), que possui entre seus principais efeitos ser antitumoral, imunomoduladora e anti-inflamatória. Neste trabalho, para simular a inflamação, foram usados 2 modelos diferentes, sendo eles o modelo de edema de pata, que simula uma inflamação aguda com pico na 3ª hora, onde os animais foram anestesiados e 50 µL de carragenina foi aplicado na região subplantar da pata traseira esquerda dos camundongos 1h após o tratamento oral com 100 µL da fração diclorometano nas doses 0,5, 1 ou 5 mg/kg, e medidos a cada hora durante 4h após a injeção com utilização de pletismômetro, e o modelo de indução de granuloma por corpo estranho, onde a indução aconteceu pela implantação no dorso do animal. Eles foram tratados via oral com 100 µL da fração nas doses de 0,5, 1 ou 5 mg/kg durante 17 dias, simulando uma inflamação crônica. No 18º dia os animais foram eutanasiados e os órgãos linfoides foram retirados e pesados (peso úmido e seco) para avaliação da celularidade, os camundongos da linhagem swiss foram doados pelo biotério da Universidade Federal do Maranhão. Os animais tratados com a fração diclorometano nas doses de 0,5 e 5 mg/kg apresentaram melhores resultados quanto a inibição do edema de pata. No entanto, o tratamento com a fração diclorometano não apresentou efeito quanto a inibição do granuloma, sendo essa não responsividade evidenciada na dose de 0,5mg/kg. Nos resultados obtidos através do tratamento com diferentes concentrações da fração diclorometano foi possível perceber que o tratamento teve ação mais acentuada na fase aguda da inflamação e não demonstrou resultados satisfatórios diante da fase crônica, tendo portanto, apenas ação antiedematogênica. Os dados apresentados ressaltam a necessidade da procura por tratamentos mais efetivos, principalmente com outras doses dessa fração, além de agregar valores à pesquisa com fitoterápicos.________ABSTRACT: The inflammatory process is necessary for the body to reach homeostasis in case of any infection or tissue damage, where cells such as neutrophils, macrophages or lymphocytes, also, soluble substances and vascular components participate in this process to combat the inflammatory causative agent, besides repairing the tissue. Several biochemical processes are also involved in the inflammatory process, for example, the complement system and blood coagulation. The main characteristics of an inflammation are pain, heat, redness, edema and functional impairment, and it is classified as acute or chronic inflammation. Inflammatory diseases directly affect the quality of life of people with this condition, because over time, this person becomes disabled and limited. In search of new forms of treatment for diseases, since synthetic drugs have side effects, the vast knowledge and the use of medicinal plants has received more emphasis and has been the focus of several studies. Brazil has a wide variety of plants with great medicinal potential, among them, Dysphania ambrosioides (Amaranthaceae) stands out, which has among its main effects the anti-tumor, immunomodulatory and anti-inflammatory effect. In this study, to simulate the inflammation, 2 different models were used, namely the paw edema model, which simulates an acute inflammation with a peak in the 3rd hour, where the animals were anesthetized and 50 µL of carrageenan were applied to the subtalar region of the paw left rear view of mice 1h after oral treatment with 100 µL of the dichloromethane fraction at doses 0.5, 1 or 5 mg/kg, and measured every hour for 4 hours after injection using a plethysmometer, and the granuloma induction model foreign body, where the induction occurred by implantation on the animal's back. They were treated orally with 100 µL of the fraction at doses of 0.5, 1 or 5 mg / kg for 17 days, simulating chronic inflammation. On the 18th day, the animals were euthanized and the lymphoid organs were removed and weighed (wet and dry weight) to assess cellularity, the Swiss lineage mice were donated by the vivarium of the Federal University of Maranhão. The animals treated with the dichloromethane fraction at doses of 0.5 and 5 mg/kg showed better results regarding the inhibition of paw edema. However, treatment with the dichloromethane fraction had no effect on inhibition of granuloma, and this non-responsiveness was evidenced at the dose of 0.5mg/kg. In the results obtained through the treatment with different concentrations of the dichloromethane fraction, it was possible to perceive that the treatment had a more accentuated action in the acute phase of inflammation and did not demonstrate satisfactory results compared to the chronic phase, therefore, having only antiedematogenic action. The data presented show the need to seek more effective treatments, especially with other doses of this fraction, in order to adding value to research with herbal medicines.pt_BR
dc.language.isootherpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Maranhãopt_BR
dc.subjectInflamação crônicapt_BR
dc.subjectDysphania ambrosioidespt_BR
dc.subjectEdema de patapt_BR
dc.subjectGranulomapt_BR
dc.subjectCitocinaspt_BR
dc.subjectChronic inflammationpt_BR
dc.subjectDysphania ambrosioidespt_BR
dc.subjectPaw edemapt_BR
dc.subjectGranulomapt_BR
dc.subjectCytokinespt_BR
dc.titleEfeito da fração diclorometano das folhas de Dysphania ambrosioides (L.) Mosyakin & Clemants sobre inflamação crônicapt_BR
dc.title.alternativeEffect of the dichloromethane fraction of the leaves of Disphania ambrosioides (L.) Mosyakin & Clemants on chronic inflammationpt_BR
dc.typeOtherpt_BR
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Ciências Biológicas do Campus do Bacanga

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Felipe_da Silva.pdfTrabalho de Conclusão de Curso666,46 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.