Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4686
Title: Perfil clínico-epidemiológico dos pacientes internados em uma unidade terapia intensiva pediátrica em um hospital de referência
Other Titles: Clinical-epidemiological profile of patients admitted to a pediatric intensive care unit at a referral hospital
Authors: SILVA, Fernanda Vitória Araújo
Keywords: Perfil de saúde
Epidemiologia
Unidade de Terapia Intensiva pediátrica
Mortalidade infantil
Health profile
Epidemiology
Pediatric Intensive Care Unit
Child mortality
Issue Date: 10-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Resumo: A Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica no Brasil representa um importante setor da assistência à saúde, por concentrar a mão de obra mais especializada e os meios mais avançados que se tem disponíveis dentro de cada realidade. Contudo, apesar dos avanços da ciência, a taxa de mortalidade nesse setor ainda se apresenta elevada, em decorrência da gravidade dos pacientes assistidos. Entretanto, a Organização Mundial da Saúde traz que as principais causas de óbitos infantis em menores de cinco anos nos países em desenvolvimento são evitáveis e curáveis. Para colaborar com a realidade em que se situa, o objetivo deste trabalho foi traçar o perfil clínico-epidemiológico dos pacientes internados em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica pública. Um estudo transversal foi realizado através da análise de 139 prontuários do Departamento do Arquivo Médico Hospitalar de Imperatriz, Maranhão, entre janeiro e dezembro de 2017. Os resultados são apresentados por meio da estatística descritiva e inferencial com o uso do teste do U de Mann Whitney e teste de Kruskal Wallis (p = 0,05). Os pacientes foram na maioria do sexo masculino (65,5%) com a média de idade 3,39 anos. As causas de internações mais prevalentes foram pneumonia, leishmaniose, insuficiência cardíaca. O tempo médio de internação foi de 13,59 ±14,94 dias; 100 (71,9%) receberam alta hospitalar, 4 (2,9%) foram transferidos para outras unidades e 35 (25,2%) evoluíram para o óbito. A taxa de mortalidade foi de 25,17%, em que a faixa etária de 29 dias a 6 meses foi mais acometida.___Abstract: The Pediatric Intensive Care Unit in Brazil represents an important health care sector, concentrating the most specialized manpower and the most advanced means available within each reality. However, despite advances in science, the mortality rate in this sector is still high, due to the severity of the patients assisted. However, the World Health Organization has found that the main causes of child deaths in children under five in developing countries are preventable and curable. To collaborate with the reality in which it is located, the objective of this study was to draw the clinical epidemiological profile of patients hospitalized in a Public Pediatric Intensive Care Unit. A cross sectional study was performed through the analysis of 139 medical records of the Department of the Hospital Medical Archive of Imperatriz, Maranhão, between January and December 2017. The results are presented through descriptive and inferential statistics using the Mann- Whitney test and Kruskal Wallis test (p = 0.05). The patients were mostly males (65.5%) with mean age 3.39 years. The most prevalent causes of hospitalization were pneumonia, leishmaniasis, heart failure. The mean time of hospitalization was 13.59 ± 14.94 days; 100 (71.9%) were discharged, 4 (2.9%) were transferred to other units and 35 (25.2%) died. The mortality rate was 25.17%, in which the age group from 29 days to 6 months was more affected.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4686
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Medicina do Campus de Imperatiz

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FERNANDAARAUJO SILVA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso427,62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.