Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4743
Title: Estigmatização e inclusão de crianças deficientes nas escolas municipais São Francisco e Carlos Gomes, em Codó-MA.
Other Titles: Stigmatization and inclusion of disabled children in municipal schools São Francisco and Carlos Gomes, in Codó-MA.
Authors: FEITOSA, Tátila Danielle Cardoso
Keywords: Estigmatização
Educação
Deficiente
Codó
Stigmatization
Education
Deficient
Codó
Issue Date: 23-Jun-2021
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: A estigmatização é uma prática comum e acontece corriqueiramente dentro dos espaços da sociedade desde os tempos mais remotos e ocorre quando por alguma marcação o indivíduo é considerado incomum. As práticas discriminatórias e segregadoras são decorrentes de diversos estigmas sociais. O presente estudo buscou compreender como a estigmatização de um indivíduo pode provocar a segregação destes na relação social estabelecida dentro do ambiente escolar. Utilizei como estratégia metodológica a revisão bibliográfica da obra: Notas sobre a Manipulação da Identidade deteriorada de Erving Goffman. A pesquisa caracteriza-se em um trabalho baseado numa perspectiva dialética que fora conduzida por estudo de caso, exploratório, descritivo, explicativo e bibliográfico (Segundo a taxionomia de Vergara, 2003). O processo de observação, descrição e análise dos fatos considerou os acúmulos da experiência de estágio curricular obrigatório nas Escolas Municipais São Francisco e Carlos Gomes, no município de Codó-MA, no ano de 2019. A descrição e comparação dos fatos ocorridos nas escolas priorizaram as estruturas de apoio, tanto físicas quanto pedagógicas, para alunos estigmatizados incluindo ainda, as interferências da família do discente deficiente como fator imprescindível e indissociável para o desenvolvimento do discente. ____ ABSTRACT Stigmatization is a common practice and has been common in society since the most remote times and occurs when by some mark the individual is considered unusual. Discriminatory and segregating practices are the result of different social stigmas. The present study sought to understand how the stigmatization of an individual can cause their segregation in the social relationship established within the school environment. I used as a methodological strategy the bibliographic review of the work - Notes on Erving Goffman's deteriorated identity manipulation. The research is characterized in a work based on a dialectical perspective that was conducted by a case study, exploratory, descriptive, explanatory and bibliographic (According to Vergara's taxonomy, 2003). The process of observation, description and analysis of the facts considered the accumulations of the experience of mandatory curricular internship at Municipal Schools São Francisco and Carlos Gomes, in the municipality of Codó-MA, in 2019. The description and comparison of the facts that occurred in the schools prioritized the support structures, both physical and pedagogical, for stigmatized students, including the interferences of the disabled student's family as an essential and inseparable factor for the student's development.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4743
Appears in Collections:TCCs de Graduação em Ciências Humanas/História do Campus de Codó

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TALITA-FEITOSA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso773,48 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.