Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/5400
Title: HESITAÇÃO VACINAL: FATORES ASSOCIADOS À ACEITAÇÃO E RECUSA DAS VACINAS
Other Titles: VACCINATION HESITATION: FACTORS ASSOCIATED WITH ACCEPTANCE AND REFUSAL OF VACCINES
Authors: DIAS, Ívina Vanessa Barbosa
Keywords: recusa de vacinação;
vacinas;
movimento antivacina
vaccination refusal;
vaccines;
anti-vaccine movement
Issue Date: 22-Jan-2022
Publisher: UFMA
Abstract: O surgimento das vacinas foi, indubitavelmente, uma das maiores conquistas para a saúde pública. Não obstante o seu sucesso durante mais de dois séculos, os argumentos contrários à vacinação difundem-se proporcionados principalmente pela praticidade e instantaneidade em obter informações, oportunizadas pela sociedade midiatizada. A hesitação vacinal vem sendo, recentemente, discutida como um campo de estudo, e caracteriza-se de várias maneiras, sendo, portanto, necessário conhecer as concepções já existentes acerca dessa temática. Dessa forma, esta pesquisa buscou apresentar e discutir os fatores que abrangem e caracterizam a hesitação vacinal, incluindo fatores que implicam a relutância em aceitar as vacinas contra a Covid-19. Para isso foi realizada uma revisão da literatura, em que os dados foram trabalhos disponíveis no idioma português e inglês recuperados em três bases de dados (Lilacs, Scielo e PubMed). Os resultados demonstram que a sistematização da hesitação vacinal é amplamente discutida na literatura e os preditores de hesitação às vacinas da Covid-19 foram avaliados em diferentes contextos e variáveis, destacando-se, sobretudo a desconfiança em relação à novidade das vacinas. Portanto, é necessário melhor comunicação quando há a introdução de novos imunizantes, para maior confiança dos indivíduos na aceitação das vacinas.
Description: The emergence of vaccines was undoubtedly one of the greatest achievements for public health. Despite its success in more than two centuries, the arguments against vaccination spread, mainly due to the practicality and immediacy of obtaining information provided by the mediatized society. Vaccination hesitation has been recently examined as a study area and characterized in different ways, being, therefore, necessary to know the existing conceptions about that thematic. In this way, this research aimed to presente and to discuss the factors that cover and characterize vaccine hesitancy, including factors that imply reluctance to accept vaccines against Covid-19. For this, was accomplished a literature review, that the datas was studies available in portuguese and english, searched in three databases (Lilacs, Scielo and PubMed). The results show that systematization of vaccine hesitancy is largely discussed on literature and several studies evaluated the factors of hesitancy on Covid-19, from diferentes context and variables, highlighting especially, the unconfidence on vaccine novelty. Therefore better communication is necessary when there is introduction of new immunizations, for greater confidence and vaccine acceptance by individuals.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/5400
Appears in Collections:TCC de Graduação em Ciências Biológicas do Campus de Chapadinha

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IVINA VANESSA BARBOSA DIAS - Metadados.pdfTCC de Graduação1,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.