Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/5496
Title: Avaliação de perdas na colheita mecanizada da soja no Leste Maranhense
Other Titles: Evaluation of losses in the mechanized harvesting of soybeans in the Eastern Maranhão
Authors: SILVA, Geovane Santos
Keywords: diferentes horários;
umidade dos grãos;
Glicyne max,L. Merrill;
velocidade e rotação.
different times;
grain moisture;
Glicyne max,L. Merrill;
speed and rotation.
Issue Date: 28-Jul-2022
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Resumo: Para minimizar as perdas quantitativas é importante sempre colher com umidade entre 12 e 14%. Na colheita mecanizada, as perdas ocorrem em função da má regulagem e má operação da colhedora, grande parte desta perda está concentrada na plataforma de corte, com isso se tem uma necessidade de analisar as perdas para deixar dentro do limite aceitável (60 kg/ha). O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da umidade dos grãos nas perdas, em diferentes horários na colheita mecanizada de soja em função da velocidade de deslocamento da colhedora e rotações do cilindro no sistema trilhador. O experimento foi realizado em talhões comerciais em uma fazenda no município de Chapadinha (MA), durante a safra de 2021/2022, localizado a 04o21’19” S de latitude e 44o36’37” W de longitude e 108 m de altitude. Os resultados passaram por uma análise exploratória (estatística descritiva) para averiguação da normalidade dos dados realizada pelo teste de Shapiro-Wilk. O método estatístico utilizado para avaliar as perdas foram as cartas de controle (CEP) para cada variável. O delineamento experimental seguiu as premissas do controle estatístico de qualidade (CEQ) com avaliações em faixa. O alto teor de água nos grãos causou maiores perdas entre os dois horários analisados, referente aos mecanismos internos a rotação de 700 rpm e velocidade 8 km h-1 foi a melhor combinação entre velocidade e rotação para os horários de 10:00 a.m. e 2:00 p.m.
Description: Abstract: To minimize quantitative losses, it is important to always harvest with humidity between 12 and 14%. In mechanized harvesting, losses occur due to poor adjustment and poor operation of the harvester, much of this loss is concentrated in the cutting platform, so there is a need to analyze the losses to keep within the acceptable limit (60 kg/ha). The objective of this work was to evaluate the influence of grain moisture on losses at different times in mechanized soybean harvesting as a function of harvester displacement speed and cylinder rotations in the threshing system. The experiment was carried out in commercial plots on a farm in the municipality of Chapadinha (MA), during the 2021/2022 harvest, located at 04o21'19" S latitude and 44o36'37" W longitude and 108 m altitude. The results underwent an exploratory analysis (descriptive statistics) to verify the normality of the data performed by the Shapiro-Wilk test. The statistical method used to evaluate the losses were the control charts (CEP) for each variable. The experimental design followed the premises of statistical quality control (CEQ) with band evaluations. The high-water content in the grains caused greater losses between the two analyzed times, referring to the internal mechanisms, the rotation of 700 rpm and speed 8 km h-1 was the best combination between speed and rotation for the times of 10:00 a.m. and 2:00 p.m.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/5496
Appears in Collections:TCC de Graduação em Engenharia Agrícola do Campus de Chapadinha

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GEOVANE SANTOS SILVA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso652,3 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.