Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/6878
Title: OS DESAFIOS DA APRENDIZAGEM DE QUÍMICA PARA UMA ESTUDANTE SURDA
Other Titles: THE CHEMISTRY LEARNING CHALLENGES FOR A DEAF STUDENT
Authors: SOUZA, Maria Nathaline Vilar
Keywords: Ensino de Química;
Libras;
alunos Surdos;
educação
Chemistry Teaching;
Libras;
Deaf students;
Education
Issue Date: 21-Jul-2022
Publisher: UFMA
Abstract: A escolarização dos alunos surdos, principalmente nas turmas do ensino comum, vem ganhando espaço nas pesquisas acadêmicas. Para garantir a educação do aluno surdo, é necessária uma rede de apoio, na qual se destaca a figura do intérprete responsável pela tradução e interpretação dos conteúdos do programa visto que a maioria dos professores do ensino médio não domina Libras. Diante dessa realidade, este estudo buscou identificar os desafios da aprendizagem de Química por uma aluna surda. O tipo de pesquisa caracteriza-se como um estudo de caso, junto a uma adolescente surda de 16 anos, estudante do 2º ano do ensino médio, em uma escola pública estadual localizada na cidade de Água Doce- MA. A técnica utilizada para obtenção de dados foi a observação não participante e o instrumento foi um questionário estruturado aplicado a aluna surda e entrevista ao professor de química, intérprete e a mãe da estudante surda. O resultado da pesquisa demonstrou que o principal desafio enfrentado pela aluna surda na aprendizagem de química reside na insuficiência de sinais em Libras que represente a nomenclatura específica da disciplina verificou-se, ainda, que o uso de recursos midiáticos, principalmente os de estimulação visual, é necessário e aumenta significativamente a associação da aprendizagem do aluno. Constatou que são necessárias iniciativas para melhorar o ensino de química para alunos surdos, uma delas é o desenvolvimento e divulgação de termos químicos em Língua Brasileira de Sinais.
Description: The schooling of deaf students, especially in common education classes, has been gaining ground in academic research. To ensure the education of deaf students, a support network is needed, in which the figure of the interpreter responsible for translating and interpreting the contents of the program stands out, since most high school teachers do not master Libras. Given this reality, this study sought to identify the challenges of learning Chemistry by a deaf student. The type of research is characterized as a case study, with a 16-year-old deaf teenager, a 2nd year high school student, in a state public school located in the city of Água Doce-MA. The technique used to obtain data was non-participant observation and the instrument was a structured questionnaire applied to the deaf student and an interview with the chemistry teacher, the interpreter and the mother of the deaf student. The research result showed that the main challenge faced by the deaf student in learning chemistry lies in the insufficiency of signs in Libras that represent the specific nomenclature of the discipline, is necessary and significantly increases the association of student learning. Initiatives are needed to improve the teaching of chemistry for deaf students, one of which is the development and dissemination of chemical terms in Brazilian Sign Language.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/6878
Appears in Collections:TCC de Graduação em Ciências Naturais/Química do Campus de São Bernardo.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_Maria_Nathaline_Vilar_Souza.pdfTCC de Graduação1,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.