Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4165
Title: LEVANTAMENTO DOS CASOS DA ESQUISTOSSOMOSE ENTRE OS ANOS DE 2008 - 2018 NA BAIXADA MARANHENSE.
Other Titles: SURVEY OF CASES OF SCHISTOSOMIASIS BETWEEN THE YEARS OF 2008 - 2018 IN BAIXADA MARANHENSE.
Authors: MENDONÇA, Josivaldo Pereira
Keywords: Esquistossomose; Baixada Maranhense; Endemia
Schistosomiasis; Baixada Maranhense; Endemic
Issue Date: 11-Jul-2019
Publisher: UFMA
Abstract: No Maranhão, a Esquistossomose constitui-se um problema de saúde com origem antiga, com casos em 48 dos 217 municípios do Maranhão. Na Baixada Maranhense, por ser uma localidade de municípios que apresenta taxa de pobreza, e características que contribuem para o problema. Nesse contexto este trabalho faz a verificação da Esquistossomose no estado, que objetivou o levantamento da doença nas localidades da baixada. A pesquisa é uma abordagem qualitativa. As fontes bibliográficas levantadas foram embasadas nos conceitos da endemia, além de trabalhos já produzidos. O estudo, com base de levantamentos de dados com os números de casos positivos da Esquistossomose nos municípios de São Bento, Peri-Mirim, Bacurituba e Palmeirândia, a consulta de dados disponibilizadas pela Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (SUCAM) e Programa de Controle da Esquistossomose do Maranhão (PCE), com a análise dos anos de 2008 a 2018, relacionadas ao contexto socioeconômico e ambiental. As análises foram feitas através de tabelas e gráficos. Os resultados mostram que os quatros municípios apresentam ao longo dos anos de casos positivos da Esquistossomose, sendo os com maiores casos em São Bento e Peri-Mirim em sequência Bacurituba e Palmeirândia. Todos apresentaram variações ao longo dos anos, que foi afetado pelas modificações ocorridas a descentralização do PCE, os municípios de Bacurituba e Palmeirândia disponibilizaram dados apenas de alguns anos. O trabalho leva a inferir que os municípios demostram a necessidade de melhorias de condições de vida, que na busca de meios que contribuam para diminuição da parasitose, a educação sanitária é um dos principais meios de precaver a população, contribuir no controle. Dessa forma, as informações deste trabalho são relevantes para a tomada de medidas na saúde pública, com forma de contribuição para futuros meios de pesquisas da Esquistossomose.
Description: In Maranhão, Schistosomiasis is a health problem of ancient origin, with cases in 48 of the 217 municipalities of Maranhão. In Baixada Maranhense, for being a locality of municipalities that presents poverty rate, and characteristics that contribute to the problem. In this context this work verifies the Schistosomiasis in the state, which aimed to survey the disease in the localities of the lowland. Research is a qualitative approach. The bibliographic sources raised were based on the concepts of endemic, besides works already produced. The study, based on data from the positive case numbers of Schistosomiasis in the municipalities of São Bento, Peri-Mirim, Bacurituba and Palmeirândia, consulted data provided by the Superintendency of Public Health Campaigns (SUCAM) and Control Program. Schistosomiasis of Maranhão (PCE), with the analysis of the years 2008 to 2018, related to the socioeconomic and environmental context. The analyzes were made through tables and graphs. The results show that the four municipalities have over the years of positive cases of schistosomiasis, with the largest cases in São Bento and Peri-Mirim following Bacurituba and Palmeirândia. All presented variations over the years, which was affected by the changes occurred in the decentralization of the PCE, the municipalities of Bacurituba and Palmeirândia provided data for only a few years. The work leads to infer that the municipalities demonstrate the need for improvements in living conditions, that in the search for ways to contribute to the reduction of parasitosis, health education is one of the main means of protecting the population, contributing to control. Thus, the information in this paper is relevant to public health measures, contributing to future schistosomiasis research.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4165
Appears in Collections:TCCs do Curso de Ciências Naturais/Biologia do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Josivaldo P. Mendonça.pdf15,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.