Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4184
Title: LEVANTAMENTO DE VERTEBRADOS SILVESTRES MORTOS POR ATROPELAMENTO NA RODOVIA ESTADUAL MA-106, TRECHO QUE LIGA OS MUNICÍPIOS DE SANTA HELENA - MA E PINHEIRO - MA.
Other Titles: SURVEY OF WILD VERTEBRATES KILLED BY HIT-AND-RUN ON THE MA-106 STATE HIGHWAY, STRETCH THAT CONNECTS THE MUNICIPALITIES OF SANTA HELENA - MA AND PINHEIRO -Ma.
Authors: DIAS, Cleverson Danrley Cruz
Keywords: Reatropelamento; Sazonalidade; Morte de animais; Medidas de Mitigação
Re-trampling; Seasonality; Death of animals; Mitigation Measures
Issue Date: 11-Jul-2019
Publisher: UFMA
Abstract: As estradas e rodovias representam um grande avanço para o desenvolvimento da humanidade, pois além de permitirem a movimentação de diversos produtos são a conexão entre centros urbanos e rurais, concebendo as principais vias de deslocamento de pessoas e cargas. Apesar disso, a criação das rodovias é uma das ações humanas de grande impacto sobre o ambiente natural como o caso de atropelamentos de animais silvestres. O objetivo geral deste trabalho foi quantificar e identificar os animais vertebrados silvestres atropelados na rodovia estadual MA-106, especificamente o trecho que liga as cidades de Santa Helena e Pinheiro. A metodologia utilizada para a elaboração deste trabalho foi a pesquisa de campo com levantamento de dados quantitativos. O trabalho foi desenvolvido em um trecho de 42 km da Rodovia Estadual MA-106, localizada na região da Baixada Maranhense, entre os municípios de Santa Helena – MA e Pinheiro – MA. A inspeção da rodovia foi feita com o auxílio de um veículo motorizado (motocicleta) a uma velocidade média de 50 km/h a 60 km/h com o máximo de duas viagens por semana com um total de 25 viagens, durante quatro meses. Foram fotografadas as carcaças dos animais encontrados, também foi feito o georreferenciamento de cada carcaça bem como registrados em planilhas de dados foi verificado também o reatropelamento das carcaças. Foram registrados 41 espécimes com o total de 16 espécies distintas de vertebrados mortos por atropelamento durante os 04 meses de estudo. A classe dos répteis foi a mais afetada com 18 (43,90%) dos registros e 06 espécies, seguida da classe das aves com 13 (31,71%) dos registros e 06 espécies, a terceira classe mais afetada foi a dos mamíferos com 8 (19,51%) dos registros e 02 espécies, a última e a classe menos afetada foi a dos anfíbios com 02 (4,88%) dos registros e 02 espécies. Durante o estudo não foi encontrada sazonalidade na taxa mensal de atropelamento para mamíferos e anfíbios, já o grupo das aves apresentou um número maior de incidência no período com menor número de chuva, para os répteis o número maior de incidência ocorreu no período de maior número de chuvas. Após os dados coletados nota-se que certas medidas de mitigação podem ser implantadas para minimizar os atropelamentos, como por exemplo uma sinalização de fauna adequada, meios que dificultem a travessia de animais nas rodovias ou dispositivos facilitadores de travessia de fauna e até mesmo o conhecimento do infortúnio por parte do Poder Público com a questão ambiental.
Description: Roads and highways represent a major advance for the development of humanity, because in addition to allowing the movement of various products are the connection between urban and rural centers, designing the main routes of movement of people and cargo. Nevertheless, the creation of highways is one of the human actions that has a great impact on the natural environment, such as wild animals being run over.The general objective of this work was to quantify and identify the wild vertebrates trampled on state highway MA-106, specifically the stretch connecting the cities of Santa Helena and Pinheiro. The methodology used for the elaboration of this work was the field research with survey of quantitative data. The work was carried out at State Highway MA-106, located in the state of Baixada Maranhense, in the stretch between the municipality of Santa Helena - MA and Pinheiro - MA, the highway inspection was done with the aid of a motor vehicle (motorcycle) average speed of 50 km / h and 60 km / h with a maximum of two trips per week for four months. The carcasses of the animals found were photographed, as well as the georeferencing of each carcass as well as recorded in data sheets the re-trampling of the carcasses was also verified. A total of 41 specimens were recorded with a total of 16 distinct vertebrate species killed by run - over during the 4 - month study period. The reptile class was the most affected with 18 (43.90%) of the records and 06 species, followed by the class of birds with 13 (31.71%) of the records and 06 species, the third most affected class was mammals with 8 (19.51%) of the records and 02 species, the last and the least affected class was amphibians with 02 (4.88%) of the records and 02 species. During the study, there was no seasonality in the monthly trampling rate for mammals and amphibians, while the group of birds had a higher incidence in the period with a lower number of rainfall. For reptiles, the highest incidence occurred in the period of greatest number of rainfall. After the collected data, it is noted that certain mitigation measures could minimize the trampling, such as adequate fauna signaling, means that hinder the crossing of animals on the highways or devices facilitating the crossing of fauna and even the knowledge of the misfortune by part of the Government with the environmental issue.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4184
Appears in Collections:TCCs do Curso de Ciências Naturais/Biologia do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cleverson Danrley C.D..pdf8,07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.