Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4448
Title: Determinação do perfil cromatográfico do óleo da Amêndoa do Pirinã (Attalea dahlgreniana) e seu potencial na produção de biocombustíveis
Other Titles: Determination of the chromatographic profile of the Pirinã almond (Attalea dahlgreniana) and its potential in biofuel production
Authors: SODRE, Luis Matheus Pinheiro
Keywords: Palmeira
Ácido graxo
Combustíveis renováveis
Palm tree
Fatty acid
Rrenewable fuels
Issue Date: 3-Mar-2020
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Estudos visando levantar o potencial de oleaginosas como matéria prima para biocombustíveis tem sido cada vez mais frequentes na literatura científica, ocasionados por diversos apelos ambientais que impulsionam o aumento pela demanda por combustíveis renováveis. No Brasil há uma grande diversidade de plantas oleaginosas, principalmente espécies de palmeiras, onde se destaca o estado do Maranhão que apresenta uma abundância de espécies bastante estudadas como o babaçu, a macaúba, além de outras espécies que carecem de estudo mais aprofundado como é o tucum, o inajá e o pirinã. O presente trabalho teve como objetivo extrair e determinar a composição de ácidos graxos do óleo da amêndoa do fruto do pirinã (Attalea dahlgreniana) visando levantar seu potencial para a fabricação de biocombustíveis. O óleo foi extraído via Soxhlet com hexano, logo após foram realizadas análise de parâmetros físico químicos, em seguidas foi realiza análise via cromatografia a gás acoplada a espectrometria de massas para determinar o perfil cromatográfico do óleo. Os testes físico químicos apresentaram resultados semelhantes com outros óleos de trabalhos publicados na literatura, o perfil cromatográfico mostrou resultados semelhantes em comparações com o óleos do buriti, do babaçu e da macaúba, onde se observou que o ácido graxo majoritário na composição do óleo do pirinã é o oleico, apesar de haver teores significativos de láurico e mirístico. Foi possível concluir que o óleo da amêndoa do pirinã tem um relevante potencial como matéria prima na produção de bioenergia.
Description: ABSTRACT Studies aiming to raise the potential of oilseeds as a raw material for biofuels, has been increasingly frequent in the scientific literature, caused by several environmental appeals that drive the increase in demand for renewable sales. In Brazil, there is a huge oilseed plants diversity, mainly palm trees species, where the Maranhão state highlights, which presents a relevant number of species that have been extensively studied such as babassu, a macaúba, Besides other species that need further study such as tucum, the inajá and the pirinã. The present work has as objective to extract and determine the oil fatty composition of pirinã fruit almond (Attalea dahlgreniana) using its potential for the production of biofuels. The oil was extracted via Soxhlet with hexane, shortly after the analysis of the use of chemical products, followed by analysis by gas chromatography coupled with mass spectrometry to determine the chromatographic profile of the oil. The physical chemical tests showed similar results with other oils from works published in the literature, the chromatographic profile revealed the results compared with the oils of buriti, babassu and macaúba, where it was observed that the major fatty acid in the composition of pirinã oil is oleic, although there are levels of lauric and myristic captured. In this manner, it was possible to conclude that pirinã almond oil has a relevant potential as a raw material in the production of bioenergy.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4448
Appears in Collections:TCCs do Curso de Ciências Naturais/Biologia do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUIS MATHEUS-SODRE.pdfTrabalho de Conclusão de Curso161,23 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.