Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4773
Title: Conhecimento da mulher quilombola sobre o câncer de colo de útero no povoado Santana dos Pretos
Other Titles: Knowledge of quilombola women about cervical cancer in the Santana dos Pretos village
Authors: FIGUEREDO, Rosely Lopes
Keywords: Câncer de colo do útero
Conhecimento
Comunidade
Cervical cancer
Knowledge
Community
Issue Date: 7-May-2021
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: Introdução: O câncer do colo do útero (CCU), também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano - HPV. A população negra vivência as maiores taxas de mortalidade por câncer quando comparada à população em geral, e isso está relacionada as diversas desigualdades existentes nos âmbitos social, econômico e na saúde. Objetivo: Descrever o conhecimento que a mulher quilombola tem sobre câncer cérvico-uterino e suas práticas de prevenção. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal descritivo, de caráter quantitativo com 80 mulheres residentes na comunidade quilombola Santana dos Pretos em Pinheiro – MA. A coleta de dados foi realizada no período de fevereiro a março de 2020 através de um questionário estruturado. Os dados foram coletados e armazenados pelo programa Microsoft Excel® versão 2016, realizado cálculo da frequência absoluta e relativa. Resultado: O conhecimento das quilombolas foi considerado adequado acerca do câncer cervical, o qual a maior parte acertou mais de 12 pontos. Em referência a percepção da mulher quilombola sobre o câncer de colo do útero, observou-se que as mulheres sentem medo na realização do preventivo (45%/36), porém há busca de informações e conhecimento destas mulheres sobre CCU. Em relação ao entendimento das mulheres quilombolas sobre a realização do papanicolau como eixo de prevenção contra o CCU, 53 (66,25%) das participantes quilombolas responderam que não têm dificuldades para realizar o exame preventivo; 57 (71,25%) responderam que não sentem dor ou desconforto no momento do exame da coleta do material. Conclusão: Conclui-se que as mulheres quilombolas apresentaram um bom conhecimento quanto ao assunto do câncer cervical que foi considerada adequada apesar dos mitos que percorrem de geração em geração, enquanto a percepção de medo pode influenciar a procura da realização do preventivo. ____ ABSTRACT Introduction: Cervical cancer (CC), also called cervical cancer, is caused by persistent infection by some types of Human Papillomavirus - HPV. The black population experiences the highest cancer mortality rates when compared to the general population, and this is related to the various inequalities existing in the social, economic and health spheres. Objective: To describe the knowledge that quilombola women have about cervical cancer and its prevention practices. Methodology: This is a descriptive cross-sectional study, with a quantitative character, with 80 women residing in the quilombola community Santana dos Pretos in Pinheiro – MA. Data collection was carried out from February to March 2020 through a structured questionnaire. Data were collected and stored using the Microsoft Excel® version 2016 program, calculating the absolute and relative frequency. Result: The knowledge of the quilombolas was considered adequate about cervical cancer, most of which got more than 12 points right. Regarding the perception of quilombola women about cervical cancer, it was observed that women feel fear when taking the preventive (45%/36), but there is a search for information and knowledge of these women about CC. Regarding the understanding of Quilombola women about having a Papanicolaou exam as a prevention axis against CC, 53 (66.25%) of the Quilombola participants answered that they have no difficulties in performing the preventive exam; 57 (71.25%) responded that they did not feel pain or discomfort at the time of examination of material collection. Conclusion: It is concluded that quilombola women had a good knowledge on the subject of cervical cancer, which was considered adequate despite the myths that run from generation to generation, while the perception of fear can influence the search for the realization of the preventive.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4773
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Enfermagem do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ROSELY-FIGUEREDO.pdfTrabalho de Conclusão de Curso104,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.