Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4936
Title: Perfil clinico e epidemiológico das hepatites virais no Maranhão no quinquênio 2016 - 2020
Other Titles: Clinical and epidemiological profile of viral hepatitis in Maranhão from 2016 - 2020
Authors: FERREIRA, Lilian Karen Meneses
Keywords: hepatites virais;
epidemiologia;
saúde pública.
viral hepatites;
epidemiology;
public health.
Issue Date: 29-Apr-2022
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: RESUMO Introdução: As hepatites virais são doenças infecciosas que se caracterizam por apresentarem reações inflamatórias no fígado, geralmente cursa oligossintomática até que o paciente desenvolva sintomas característicos. São doenças causadas por diferentes agentes etiológicos com tropismo primário nos hepatócitos e são comumente classificadas em HAV, HBV, HCV, HDV e HEV. Por conta da sua alta prevalência, dos potenciais complicações e também a capacidade de cronificação é considerada um grave problema de saúde pública. Objetivo: Descrever o perfil epidemiológico dos casos confirmados das Hepatites Virais no Maranhão no período de 2016 a 2020 através de dados obtidos pelo SINAN. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo, de caráter transversal, que foi desenvolvido a partir do uso de dados secundários provenientes do SINAN, durante os anos de 2016-2020, ocorridos no estado do Maranhão. Resultados: Entre os grupos afetados para ambas as hepatites, os indivíduos mais acometidos foram do gênero feminino, adultos entre 20 e 49 anos de idade, pardos e com ensino médio completo, sendo a via sexual o meio de transmissão predominante. A maioria dos casos foram confirmados laboratorialmente, a forma de diagnóstico laboratorial prevalente foi anti-HBV sorologia/virologia e a clínica foi a crônica. Conclusão: Os resultados deste estudo permitiram observar que houve uma redução de notificação dos dados referentes as hepatites virais no estado do Maranhão, com destaque para o ano de 2020 que teve o menor índice. A análise dos resultados dispostos permitiu delinear o perfil dos indivíduos mais vulneráveis, o que favorece no desenvolvimento de estratégias de prevenção e controle das infecções. Foi possível observar variáveis com falhas de preenchimento, evidenciadas pelo alto índice do item ignorado/em branco. Isso resulta em uma dificuldade de caracterizar o retrato fiel da realidade, pois uma vez não identificada a real proporção de casos nas variáveis em questão, pode impossibilitar a realização de atividades que alcancem o público-alvo deste agravo. Nota-se que há uma necessidade de avaliação periódica da qualidade dos dados notificados no SINAN, assim como a continuidade da vigilância epidemiológica no estado.
Description: ABSTRACT Introduction: Viral hepatitis is an infectious disease that is characterized by inflammatory reactions in the liver, usually runs oligosymptomatic until the patient develops characteristic symptoms. They are diseases caused by different etiological agents with primary tropism in hepatocytes and are commonly classified as HAV, HBV, HCV, HDV and HEV. Because of its high prevalence, potential complications and also the capacity of chronification, it is considered a serious public health problem. Objective: To describe the epidemiological profile of confirmed cases of viral hepatitis in Maranhão from 2016 to 2020 through data obtained by SINAN. Methods: This is a descriptive, cross-sectional study, which was developed from the use of secondary data from SINAN, during the years 2016-2020, occurring in the state of Maranhão. Results: Among the affected groups for both hepatitis, the most affected individuals were female, adults between 20 and 49 years of age, brown, and with complete high school education, being the sexual route the predominant means of transmission. Most cases were laboratory confirmed, the prevalent form of laboratory diagnosis was anti-HBV serology/virology and the clinical was chronic. Conclusion: The results of this study allowed us to observe that there was a reduction of data notification regarding viral hepatitis in the state of Maranhão, especially in the year 2020, which had the lowest rate. The analysis of the results allowed us to outline the profile of the most vulnerable individuals, which favors the development of strategies for prevention and control of infections. It was possible to observe variables with incomplete answers, evidenced by the high rate of ignored/blank items. This results in a difficulty to characterize the faithful portrait of reality, because once the real proportion of cases in the variables in question is not identified, it may make it impossible to carry out activities that reach the target audience of this grievance. It is noted that there is a need for periodic evaluation of the quality of data reported in SINAN, as well as the continuity of epidemiological surveillance in the state.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4936
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Enfermagem do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LILIANKARENMENESESFERREIRA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso4,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.