Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/4937
Title: Percepção das parturientes sobre a importância do acompanhante no parto e pós-parto
Other Titles: Perception of parturients about the importance of a companion during labor and postpartum
Authors: CASTRO, Vitor Douglas Pereira de
Keywords: enfermagem obstétrica;
saúde da mulher;
parto humanizado.
obstetric nursing;
women's health;
humanized birth.
Issue Date: 22-Apr-2022
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: RESUMO Objetivo: Conhecer a percepção das parturientes sobre a importância do acompanhante durante o trabalho de parto e pós-parto. Método: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, com abordagem qualitativa, realizado em uma maternidade pública da Baixada Maranhense. Os dados foram obtidos através de entrevista semiestruturada com 18 parturientes, organizados em forma de corpus textuais e analisados pelo programa IRaMuTeQ. Foram geradas árvores de similitude, interpretadas e submetidas à Análise de Conteúdo Temática. Resultados: Participaram do estudo 18 puérperas com idade entre 18 e 35 anos, sendo a maioria, 50% (n=9), entre 18 e 25 anos, e 44,4% (n=8) residentes na cidade de Pinheiro. Com relação à ocupação, o predomínio foi de autônomas, correspondendo a 55,5% (n=10). Quanto ao nível de escolaridade 50% (n=9) das parturientes apresentam o ensino médio completo, 72,2% (n=13) recebem menos de um salário mínimo mensalmente e 33,3% (n=6) estão vivenciando a experiência da primeira gestação. No que se refere a quantidade de filhos, verificou-se que, das 12 multíparas, 38,9% (n=7) das entrevistadas possuem apenas um filho. Observou-se que 50% (n=9) delas vivenciaram o parto do tipo cesáreo. A partir da análise, emergiram quatro categorias: A importância da escolha do acompanhante na sala de parto; O acompanhante como amenizador das experiências negativas no parto; O apoio social percebido na presença do acompanhante durante pós-parto; A visão das mulheres sobre a equipe de enfermagem como acompanhante no processo de parturição. As falas expressaram a necessidade da garantia de ter um acompanhante, tendo em vista que todas as depoentes foram impossibilitadas de terem a presença de um acompanhante de sua escolha. Conclusão: Este estudo apresentou os relatos das mulheres no puerpério sobre a importância do acompanhante no parto e pós-parto e evidencia falhas assistenciais desde o pré-parto até o pós-parto, tais achados convergem na necessidade de avanços relacionados ao acesso à informação durante o pré-natal em relação aos seus direitos, assim como melhorias por parte dos estabelecimentos de saúde para receber a acolher o acompanhante. Acredita-se que esta pesquisa seja relevante para os profissionais que compões a equipe multiprofissional de saúde, por proporcionar uma melhor compreensão sobre as experiências vivenciadas pelas parturientes durante seu processo parturitivo, análise crítica sobre os cuidados que prestam aos seus clientes, conhecimento das limitações e potenciais da instituição sobre o tema. Todos esses pontos visam humanização e a melhoria da assistência que é proporcionada às parturientes, pois estimula a necessidade de refletir sobre a temática e possibilita a identificação das fragilidades da assistência parturitiva e motivos pelos quais não são executadas, e isso pode sensibilizar os profissionais e intuições da importância de sua atuação na assistência, educação em saúde, na proteção e promoção da saúde, e prevenção de intercorrências durante o processo parturitivo e recuperação pós-parto.
Description: ABSTRACT Objective: To know the perception of parturients about the importance of a companion during labor and postpartum. Method: This is an exploratory descriptive study, with a qualitative approach, carried out in a public maternity hospital in the Baixada Maranhense. Data were obtained through semi-structured interviews with 18 parturients, organized in the form of textual corpus and analyzed by the IRaMuTeQ program. Similarity trees were generated, interpreted and submitted to Thematic Content Analysis. Results: Eighteen puerperae aged between 18 and 35 years participated in the study, with the majority, 50% (n=9), between 18 and 25 years old, and 44.4% (n=8) residing in the city of Pinheiro. Regarding occupation, the predominance was self-employed, corresponding to 55.5% (n=10). As for the level of education, 50% (n=9) of pregnant women had completed high school, 72.2% (n=13) received less than one minimum wage monthly and 33.3% (n=6) were experiencing their first pregnancy. Regarding the number of children, it was verified that of the 12 multiparous women, 38.9% (n=7) have only one child. It was observed that 50% (n=9) of them had experienced a cesarean delivery. From the analysis, four categories emerged: The importance of choosing a companion in the delivery room; The companion as a softener of negative experiences in childbirth; The social support perceived in the presence of the companion during the postpartum period; The women's view of the nursing team as a companion in the parturition process. The speeches expressed the need for the guarantee of having a companion, considering that all the interviewees were unable to have the presence of a companion of their choice. Conclusion: This study presented the reports of women in the puerperium about the importance of the companion in childbirth and postpartum and evidences care failures from prepartum to postpartum, such findings converge on the need for advances related to access to information during prenatal care in relation to their rights, as well as improvements on the part of health establishments to welcome the companion. It is believed that this research is relevant for the professionals that make up the multiprofessional health team, by providing a better understanding of the experiences of women in labor during the birthing process, a critical analysis of the care they provide to their clients, and knowledge of the limitations and potential of the institution on the subject. All these points aim at humanization and the improvement of the assistance that is provided to the parturients, because it stimulates the need to reflect on the theme and enables the identification of weaknesses of the parturient assistance and reasons why they are not performed, and this can sensitize professionals and intuitions of the importance of their performance in assistance, health education, in the protection and promotion of health, and prevention of complications during the parturient process and postpartum recovery.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/4937
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Enfermagem do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VITORDOUGLASPEREIRADECASTRO.pdfTrabalho de Conclusão de Curso850,66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.