Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/6115
Title: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DA SEPSE E CHOQUE SÉPTICO
Other Titles: NURSING CARE IN THE EARLY IDENTIFICATION OF SEPSIS AND SEPTIC SHOCK
Authors: CAMARA, Silvana Almeida
Keywords: Sepse;
Choque Séptico;
Cuidados de Enfermagem
Sepsis;
Septic shock;
Nursing care
Issue Date: 12-Jan-2023
Publisher: UFMA
Abstract: Introdução: A Sepse é definida por presença de disfunção orgânica ameaçadora à vida, é resposta desregulada do organismo à infecção. Dentre as doenças que acometem pacientes críticos, a sepse, o choque séptico e disfunção de múltiplos órgãos. Objetivo: Identificar as evidências científicas sobre a assistência de enfermagem na identificação precoce da sepse e choque séptico. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada nos meses de setembro e novembro de 2022, utilizando as bases de dados on line a biblioteca digital SciELO, a BVS para as bases LILACS e BDEnf, Scopus, PUBMED e Embase. Para a busca nas bases de dados foi utilizado os operadores booleanos: AND e OR e os seguintes descritores em Ciência da Saúde (DeCS) e Medical Subject Headings (MESH): Sepse (Sepsis) AND Choque Séptico (Shock Septic) AND Cuidados de Enfermagem (nursing care) OR Assistência de Enfermagem foram realizadas em diferentes combinações. Para gerenciamento dos resultados foi utilizado Rayyan16 QCRI, no método de seleção os estudos foram organizados no fluxograma dos (PRISMA) e classificados por nível metodológico de evidência. Resultados: Nas bases de dados foram encontrados 209 artigos, repetidos 64, sendo selecionados 145 artigos, sendo selecionados totalizando 8 artigos que compõe a amostra. Estes correspondem por 6% da amostra total dos estudos, houve maior número de publicações em 2021 com seis, seguido por 2022 e 2018 com uma publicação cada. De acordo com o local de estudos 3 foram realizados no Brasil, três estudos foram descritivos e o nível de evidência científica, mas prevalente, foi 6 significando evidência científica moderada. Cabe destacar, que os profissionais de enfermagem apresentam dificuldades, como, associar os sinais e sintomas com o quadro que o paciente apresenta e na utilização de protocolos assistenciais, podendo estar associado a falta de treinamento da equipe, bem como o comprometimento das instituições oferecendo suporte nas ações dos enfermeiros. Considerações Finais: a presente revisão identificou que os enfermeiros apresentam limitações para identificação dos sinais e sintomas da sepse e choque séptico. O estudo evidenciou de acordo com a literatura que há falta de atualização/capacitação deste processo formativo até a educação permanente. Também há necessidade de implementação de protocolos institucionais de sepse e apoio da gestão, acompanhada de programas de sensibilização e capacitação dos profissionais.
Description: Introduction: Sepsis is defined by the presence of life-threatening organ dysfunction, it is the body's unregulated response to infection. Among the diseases that affect critically ill patients, sepsis, septic shock and multiple organ dysfunction. Objective: To identify the scientific evidence on nursing care in the early identification of sepsis and septic shock. Methodology: This is an integrative literature review, carried out in September and November 2022, using online databases, the SciELO digital library, the VHL for the LILACS and BDEnf databases, Scopus, PUBMED and Embase. Boolean operators were used to search the databases: AND and OR and the following descriptors in Health Science (DeCS) and Medical Subject Headings (MESH): Sepsis AND Shock Septic AND Nursing Care (nursing care) OR Nursing care were performed in different combinations. Rayyan16 QCRI was used to manage the results. In the selection method, the studies were organized in the (PRISMA) flowchart and classified by methodological level of evidence. Results: In the databases, 209 articles were found, 64 were repeated, 145 articles were selected, totaling 8 articles that make up the sample. These correspond to 6% of the total sample of studies, there was a greater number of publications in 2021 with six, followed by 2022 and 2018 with one publication each. According to the place 3 studies were carried out in Brazil, 3 studies were descriptive and the level of scientific evidence, but prevalent, was 6 meaning moderate scientific evidence. It should be noted that nursing professionals have difficulties, such as associating the signs and symptoms with the condition that the patient presents and the use of care protocols, which may be associated with the lack of training of the team, as well as the commitment of the institutions offering support in the actions of nurses. Final Considerations: This review identified that nurses have limitations in identifying the signs and symptoms of sepsis and septic shock. The study showed, according to the literature, that there is a lack of updating/training in this formative process until permanent education. There is also a need to implement institutional sepsis protocols and management support, accompanied by programs to raise awareness and train professionals.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/6115
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Enfermagem do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVANA ALMEIDA CAMARAvec.pdfTCC de Graduação11,73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.