Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/6744
Title: Práticas de enfermagem na atenção primária à saúde: estratégias para autonomia do exercício profissional
Other Titles: Nursing practices in primary health care: strategies for autonomy in professional practice
Authors: FONSECA, Rafael Mendonça
Keywords: enfermeiros;
autonomia profissional;
atenção primária à saúde;
nurses;
professional autonomy;
primary health care.
Issue Date: 17-Jul-2023
Publisher: Universidade Federal do Maranhão
Abstract: RESUMO Introdução: As práticas em enfermagem podem ser definidas como técnicas que apontam resultados, entretanto não significa êxito nas condutas, ainda assim é importante registrar o aprendizado para evidenciar a outros profissionais, efetivando o cuidado e evitando repercussões de erros e fracassos. Objetivo: Analisar as práticas de enfermagem, a autonomia profissional e as estratégias de trabalho vivenciadas por enfermeiros que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS) em Pinheiro- MA. Método: Trata-se de um estudo com abordagem quanti-qualitativa que faz parte de um macroprojeto de abrangência nacional intitulado “Práticas de enfermagem no contexto da Atenção Primária à Saúde (APS): estudo nacional de métodos mistos”. Este macroprojeto de pesquisa possui dois cenários distintos, um quantitativo que busca traçar o perfil dos enfermeiros atuantes da Atenção Primária à Saúde (APS) por meio de questionário eletrônico, e outro, voltado à investigação das práticas desempenhadas pelos(as) enfermeiros(as) na APS, com abordagem qualitativa, por meio de uma entrevista em profundidade que já atuam a 3 anos ou mais. Resultados: Obtivemos um total de 15 entrevistados, tais como o público feminino representando 93,33%, raça parda (86,67%), casados (33,33%), com especialização (66,67%), contrato temporário por prestação de serviço (93,33%). Quanto à autonomia profissional e as principais práticas desenvolvidas pelos enfermeiros na atenção primária à saúde, os entrevistados destacaram em suas falas autonomia e práticas na área da saúde da mulher, como pré-natal, preventivo, puericultura e planejamento familiar. Conclusão: A partir dos resultados desta pesquisa, foi possível observar diversas fragilidades em torno da percepção do profissional enfermeiro sobre autonomia, bem como foram identificados diversos fatores intrínsecos e extrínsecos que estão relacionados como dificultadores da plenitude da autonomia no âmbito da Atenção Primária à Saúde.__ABSTRACT Introduction: Nursing practices can be defined as techniques that point to results, however it does not mean success in the conducts, even so it is important to record learning to show other professionals, providing care and avoiding repercussions of errors and failures. Objective: To analyze nursing practices, professional autonomy and work strategies experienced by nurses working in Primary Health Care (PHC) in Pinheiro-MA. Method: This is a study with a quantitative and qualitative approach that is part of a nationwide macroproject entitled “Nursing practices in the context of Primary Health Care (PHC): national study of mixed methods”. This research macroproject has two distinct scenarios, a quantitative one that seeks to outline the profile of nurses working in Primary Health Care (PHC) through an electronic questionnaire, and another, aimed at investigating the practices performed by nurses. in PHC, with a qualitative approach, through an in-depth interview that they have been working for 3 years or more. Results: We obtained a total of 15 respondents, such as the female public representing 93.33%, brown race (86.67%), married (33.33%), with specialization (66.67%), temporary contract for installment of service (93.33%). As for professional autonomy and the main practices developed by nurses in primary health care, the interviewees highlighted in their statements autonomy and practices in the area of women's health, such as prenatal care, preventive care, child care and family planning. Conclusion: From the results of this research, it was possible to observe several weaknesses around the perception of the professional nurse about autonomy, as well as several intrinsic and extrinsic factors that are related as hindering the fullness of autonomy in the scope of Primary Health Care.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/6744
Appears in Collections:TCCs do Curso de Graduação em Enfermagem do Campus de Pinheiro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAFAELFONSECA.pdfTrabalho de Conclusão de Curso753,8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.